Congonhas recebe última visita pastoral de Dom Geraldo

27/08/2017 às 15h14

Após visitar 134 paróquias da arquidiocese, em 79 municípios, o arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, chegou a Congonhas nesse sábado (26) para realizar a última visita pastoral na paróquia Nossa Senhora da Conceição.

Dom Geraldo foi recebido pelo pároco, padre Paulo Barbosa, pelo vigário, padre João Ferreira, e por crianças da catequese em frente à casa paroquial, às 10h da manhã.  O arcebispo aproveitou a manhã para visitar a matriz Nossa Senhora da Conceição e a igreja de Nossa Senhora do Rosário, ambas recentemente restauradas.

Na parte da tarde, Dom Geraldo participou do Conselho Pastoral Paroquial (CPP). Após ser acolhido com uma homenagem, ele explicou aos representantes das comunidades e movimentos pastorais que a visita pastoral é o momento do pastor se colocar mais perto do rebanho, a fim de conhecer as pessoas e as realidades. “Esta é a centésima trigésima quinta visita pastoral que faço na arquidiocese de Mariana. Com essa eu concluo o giro por todas as paróquias. Que coincidência tão grande! Comecei pela paróquia de Nossa Senhora da Assunção e termino na paróquia de Nossa Senhora da Conceição. É a mesma Maria, muda o nome, mas não muda a pessoa. Comecei com o padre Paulinho lá em Mariana e concluo aqui com padre Paulinho em Congonhas, oito anos depois”, disse.

Ao informar que a ordem das visitas às paróquias foi definida por meio de um sorteio, Dom Geraldo compartilhou a alegria que sentiu ao saber que teria a oportunidade de encerrar as visitas ali. “Eu pensei com meus botões: vou fechar o círculo, o percurso – ou, como eu digo às vezes brincando, ‘o circuito’ – das visitas pastorais com a paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Congonhas. Vou fechar com chave de ouro!”, expôs.

Dom Geraldo também falou aos paroquianos sobre a necessidade de ser 'Igreja em Saída' para ir ao encontro dos afastados. “Hoje, nós como Igreja, vivemos um desafio mostrado pelo padre Paulinho em sua fala: cresce – e muito – o número dos afastados da Igreja. A pessoa vinha, não vem mais e ninguém se preocupa para saber o que está acontecendo com essa pessoa. Está afastado, mais afastado ficará. Então, o que eu quero trazer a vocês com essa visita é que nós não podemos perder o ânimo, o entusiasmo, o ardor missionário, o desejo de conquistar todos para Cristo”, concluiu.

 

Comunidade do Pires

Na noite do sábado, o arcebispo de Mariana foi a comunidade do Pires para presidir a celebração eucarística. Ao final da missa, Dom Geraldo recebeu o convite para jantar na comunidade.

Para oferecer a janta gratuita a mais de 800 pessoas, há dois meses e meio a comunidade do Pires começou a arrecadar alimentos. “Tivemos ajuda dos casais do ECC, todo mundo aceitou e abriu as portas para nós. Tudo foi doado pelas comunidades do Pires, Barnabé, Mota, Campo das Flores, Mineirinha e Boi na Brasa”, afirma Maria Antônia Linhares, uma das 20 cozinheiras da refeição, que incluia arroz, feijão, pernil e salada.

A programação da visita pastoral continua nesse domingo. Há o encontro com os tesoureiros das comunidades e coordenadores da Pastoral do Dízimo, visita ao presídio e às crianças assistidas pela Pastoral do Menor, encontro com a juventude e missa de encerramento na matriz.


Voltar

Confira também: