PJ propõem quatro pilares de ações para a Região Sul

02/10/2017 às 16h05

Formação, articulação, espiritualidade e ação foram os quatro pilares de trabalhos propostos pela Pastoral da Juventude da Região Mariana Sul durante assembleia realizada nesse final de semana, dias 30 setembro e 1 de outubro, na Casa das irmãs vitorianas, em Barbacena.

A representante da PJ na região, Edwiges Costa, explica que esses pilares são necessários para a formação do jovem e para que ele se coloque a serviço, assumindo e transformando a realidade. “Para isso acontecer, em nossa região iremos nos manter fiéis as propostas construídas pelos próprios jovens, como por exemplo um retiro de espiritualidade da PJ, articulação da base com gincanas, Dia D, que trabalha a formação e espiritualidade do jovem”, acrescenta Edwiges.

Um grupo de 30 jovens, convidados e membros da equipe regional antiga participaram da assembleia, que teve como tema “Animados pela fé e bem firmes da vitória vamos fincar nosso pé e fazer a nossa história”. Sandra Assis, da cidade de Entre Rio de Minas, assessorou o encontro.

Nova equipe regional

Uma votação para secretário e composição dos novos membros da equipe regional foi realizada durante a assembleia. Segundo Edwiges, na composição da equipe antiga não tinha a figura do secretário. “Vimos a necessidade de ter um secretário na equipe. Então foram indicados dois jovens: Caique Oliveira, de Desterro do Melo, e Bruno Fernando, de Carandaí. O eleito foi Caique Oliveira”, conta.

Para compor a nova equipe, cada forania elegeu dois membros. Na composição final ficou os seguintes representantes: Forania de Alto Rio Doce, Hugo e Isabela, Forania de Barbacena, Lucas e Samuel, Forania de Carandaí, Bruno e Célio e Forania de Rio Pomba, Vitor e Nádia. A equipe de assessoria foi formada por dois assessores leigos, Izaias Amaral e Alessandra Mrad, e dois assessores religiosos, irmã Juliana e padre Luiz Paixão.

30 anos da PJ

A assembleia da PJ na Região Sul teve como objetivo entender os anseios dos jovens no contexto dos 30 da Pastoral na arquidiocese. “Os anseios da juventude de hoje são diferentes dos anseios da juventude da década de 80 e 90, que buscava um espaço diferente, uma globalização, acesso a informação. A juventude de hoje cresceu com tudo isso e busca por espaço diferente”, conta Edwiges. Para refletir sobre esses assuntos, uma mesa redonda resgatando as necessidades dos jovens de outras décadas e associando com  necessidades as atuais foi realizada.

Na vivência dos 30 anos da PJ na arquidiocese de Mariana cada região pastoral está se organizando conforme a sua realidade. “A nossa região participou com êxito do projeto de revitalização de 2015, onde a equipe regional iam até os grupos conhecer a realidade e entender suas demandas e com isso vimos a necessidade de uma equipe nova. Até porque a última assembleia que tivemos na região aconteceu há 10 anos. Era preciso renovar”, finaliza Edwiges.


Voltar

Confira também: