Adolescentes participam da Escola de Cidadania

10/10/2017 às 14h24

Um grupo de 44 adolescentes participaram de mais uma etapa da Escola de Cidadania da Pastoral do Menor na cidade de Conselheiro Lafaiete nos dias 6, 7 e 8 de outubro. Oficinas com a equipe do Observatório da Juventude da UFMG, apresentação dos trabalhos desenvolvidos nas comunidades, estudo da personagem bíblica Ester, além de outras atividades culturais e de recreação fizeram parte da programação.

A Escola de Cidadania realiza três encontros ao ano, sendo eles realizados de 4 em 4 meses. A coordenadora da Pastoral do Menor, Maria Auxiliadora Costa, explica que os temas de trabalho são divididos de acordo com o tempo de caminhada do adolescente. “Os temas teologia no espaço público e políticas públicas foram trabalhos com os veteranos, que participam da escola há dois anos. E projeto de vida e trabalhos de base foram trabalhos com os novatos”, explica.

Escola de Cidadania em ação

Na Região Pastoral Mariana Centro, os adolescentes de Senador Firmino estão colando em prática as atividades propostas pela Escola de Cidadania. “Eles fazem a formação da Escola e depois se encontram toda a semana para fazer o módulo com as atividades propostas, na paróquia ou na escola. Nós já fizemos uma interversão na câmera dos vereadores, destinada ao meio ambiente, fizemos uma interversão na prefeitura, na gestão anterior e na atual. Realizamos, no ano passado, o debate com os candidatos a prefeito”, relata a coordenadora da Escola de Cidadania, Maria da Consolação do Nascimento.

Segundo ela em todas essas ações o protagonismo é dos adolescentes. “Quem realizada as atividades são eles, nós só incentivamos e orientamos. No nosso grupo nós temos 8 adolescentes muito envolvidos e cinco deles estiveram na formação deste final semana em Conselheiro Lafaiete”, acrescenta Maria da Consolação.

Espaço de aprendizagem e troca

A adolescente da paróquia de Nossa Senhora do Pilar, em Ouro Preto, Ana Flávia da Silva Santos conta que a Escola de Cidadania é um espaço de aprendizagem, reflexão e tronca, onde eles aprendem a ser um jovem vitorioso. “Neste último encontro da Escola de Cidadania aprendemos bastante. Começamos o estudo de um novo personagem bíblico, com a equipe do Observatório da Juventude conversamos sobre o nosso futuro e os caminhos para chegar aos nossos sonhos”, finaliza.

Junto com Ana Flávia outros 13 adolescentes dos grupos de base das comunidades de São Cristóvão e do Pilar, da paróquia Nossa Senhora do Pilar, e do Morro Santana, da paróquia de Santa Efigênia, de Ouro Preto, representaram a Região Mariana Norte na Escola de Cidadania.


Voltar

Confira também: