Celebração fará memória aos atingidos pela Barragem de Fundão

11/10/2017 às 16h55

No dia 5 de novembro, a maior tragédia socioambiental provocada pelo rompimento da Barragem de Fundão completará 2 anos. Em vista da proximidade da data, os moradores dos locais atingidos estiveram reunidos nessa terça-feira (10) com representantes da Arquidiocese para planejar as ações a serem realizadas no dia.

Nesse ano, haverá uma caminhada saindo do Centro de Convenções, de Mariana, às 17h em direção ao Santuário Nossa Senhora do Carmo para a missa presidida pelo arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha. Na celebração será lida a Declaração assinada pelas dioceses da Província de Mariana sobre os dois anos do rompimento da Barragem de Fundão, proposta aprovada na última reunião da província realizada em João Monlevade, no dia 21 de setembro.

Além da celebração em Mariana, foi proposto que sejam realizadas missas nas comunidades atingidas. Segundo padre Geraldo Barbosa, pároco da paróquia Sagrado Coração de Jesus, a ideia é facilitar a participação das comunidades para que tenham um momento de celebração. “Celebração não é só festiva, é a força de Deus na luta do povo. Houve conquistas, mas ainda são muito tímidas perto do que se busca”, ressalta.


Voltar

Confira também: