Paróquia Nossa Senhora Aparecida celebra a festa de sua padroeira

13/10/2017 às 11h27

Em clima de fé e alegria, a paróquia Nossa Senhora Aparecida, de Mariana, celebrou pela primeira vez a festa da sua padroeira nessa quinta-feira (12). Foram três celebrações na igreja matriz, no bairro Cabanas, sendo a última presidida pelo arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, após a chegada da procissão vinda do Santuário de Nossa Senhora do Carmo, no Centro Histórico.

Logo no início, Dom Geraldo lembrou que a celebração encerraria, em sintonia com toda a igreja do Brasil, o Ano Mariano. Ele pediu para que os fiéis rezassem pelo Brasil, que tem Nossa Senhora Aparecida como padroeira e lembrou, ainda, de pedir pelas crianças, que comemoravam ontem seu dia. “Não podemos nos esquecer da tragédia de Janaúba, no norte deste estado de Minas Gerais, queremos pedir pelas pessoas que se foram, mas também, por intercessão de Maria, Deus reconforte todos os que estão sofrendo a perda de seus entes queridos. De modo muito especial, os pais e mães que sofrem a dor da morte de suas crianças. Que Nossa Senhora interceda por todos porque uma ferida aberta desse jeito só Deus é que pode curar”, disse.

Na homilia, o arcebispo destacou a importância do comprometimento de cada um com o Reino de Deus. “Maria tem o título de Rainha por ser a mãe d'Aquele que implanta o Reino de Deus. Ela já anuncia na proclamação do Magnífica: 'Ele depõe os poderosos de seus tronos e eleva aos humildes'. É assim o Reino de Deus! 'Sacia de vez os famintos e dispersa os ricos de mãos vazias' É assim o Reino de Deus. Quem dera que todos nós, celebrando Maria hoje com o título de Nossa Senhora Aparecida, pudéssemos nos comprometer, de fato, com este reino de Deus que Maria proclama, desta forma que acabamos de recordar. Não basta simplesmente dizer: 'Ela é a Excelsa padroeira, a Rainha do Brasil'. Isso é fácil dizer, o desafio é outro. O desafio é aquele enfrentado pela rainha Ester: 'Ó Rei, conserva a minha vida e a vida do meu povo', explicou ao pedir a intercessão de Nossa Senhora pelo momento difícil pelo qual o Brasil passa.

“Que hoje diante do Rei Jesus, Maria possa implorar para que a vida do nosso povo, a vida do povo brasileiro, seja conversada, promovida, valorizada, respeitada. Que Maria faça essa súplica por nosso país que atravessa um dos momentos mais difíceis da sua história. Que Maria solícita olhe para os cantos da nossa casa, da nossa família e veja o que está faltando. Foi assim que Ela procedeu nas Bodas de Caná”, disse Dom Geraldo.

O pároco, padre Anderson Eduardo de Paiva, agradeceu o empenho da comunidade na realização da novena e festa. "Foram dias de graça, foram dias de oração, foram dias bonitos de expressão de fé a Nossa Senhora Aparecida, mas acima de tudo dias de alegria, de entusiasmo, dias de experimentarmos aquilo que faz a identidade do cristão: o compromisso com o evangelho, o respeito recíproco e a adesão de uns para com os outros. Gostaria muito de agradecer a comunidade que participou, que somou, que fez suas doações, todos que de alguma maneira aqui estiveram. Que Nossa Senhora Aparecida recompense a todos", disse.


Voltar

Confira também: