Região Norte estabelece prioridades para o próximo triênio

24/10/2017 às 11h10

A Região Pastoral Mariana Norte estabeleceu as suas prioridades para o próximo triênio na XXII Assembleia Regional de Pastoral, realizada no sábado (21), no Instituto de Teologia do Seminário São José, em Mariana. As prioridades foram planejas a partir das pistas de ação do Projeto Arquidiocesano de Evangelização (PAE 2016-2020) e das características socioeclesiais da região para o trabalho de evangelização.

Investir na Iniciação à Vida Cristã, comprometer-se com uma ação voltada para os afastados, assumir, na ação pastoral, os jovens, oferecer, na linha da pastoral orgânica, atenção à família, investir no Ministério da Acolhida e dar atenção pastoral às crianças e adolescentes são algumas prioridades e destaques para a aplicação do PAE na região. Para melhorar a organização e o funcionamento do regional, a assembleia também apontou questões relacionadas ao Conselho Regional de Pastoral, ao Centro Regional de Pastoral e as foranias.

Segundo o vigário episcopal da região, padre José Carlos Santos, é preciso aprimorar as instâncias, para que ela consiga trabalhar bem o PAE. “A partir do momento em que a assembleia arquidiocesana votou e definiu o PAE, as regiões possuem uma importância no sentido de ajudar as paróquias a colocarem em prática este documento. E para que a gente consiga implementar o que está proposto neste projeto é preciso melhorar as nossas estruturas. Como foi falado na primeira parte da assembleia, o que foi constado é isso, as estruturas estão organizadas, os conselhos estão organizados, mas eles precisam ser aprimorados. Então, esta é a nossa preocupação, de melhorar as nossas estruturas, nos organizarmos melhor, para que a gente possa exercer melhor a nossa missão de evangelizar, seguindo as pistas apresentadas no PAE”, disse.

A assembleia teve como tema “Região Mariana Norte e o PAE: Organização e Missão” e reuniu cerca de 100 pessoas, entre elas, padres, diáconos, seminaristas, religiosas e leigos. Para auxiliar na elaboração das prioridades, analisando a estrutura e o funcionamento da Região, cada forania apresentou a sua realidade e o padre Edmar José fez uma síntese do regional.

Segundo padre José Carlos a apresentação feita pelas três foranias mostrou um olhar bastante positivo sobre a região. “Ela assinala questões que precisam ser melhoradas, mas ela tem uma visão positiva, no sentido de que as paróquias estão organizadas, que elas tem conhecimento das prioridades da arquidiocese. O caminho está sendo feito, até de maneira positiva. Eu acredito que a região pode oferecer uma contribuição no sentido de ajudar as paróquias na sua organização, que é a sua função. Eu penso que podemos ajudar a ter um aprimoramento dos conselhos, em todas as instâncias”, relata.

Durante a assembleia foi aprovado, por unanimidade, a indicação de que a comissão formada em preparação a assembleia regional assuma o encargo de ser uma equipe executiva do Conselho Regional de Pastoral (CRP), auxiliando na implementação das decisões pastorais assumidas. Uma carta dirigida à juventude regional pela celebração do Dia Nacional da Juventude também foi aprovada.


Voltar

Confira também: