DNJ da Região Leste reúne 400 jovens em Ribeirão de São Domingos

21/11/2017 às 11h33

Cerca de 400 jovens estiveram no Distrito de Ribeirão de São Domingos, no domingo (19), para a comemoração do Dia Nacional da Juventude na Região Leste. Com o tema "Juventudes em defesa da vida dos Povos e da mãe terra", o evento, que foi promovido pela Pastoral da Juventude em parceria com a paróquia São Domingos de Gusmão, também teve a presença de membros do Ministério Jovem da Renovação Carismática Católica e jovens vicentinos. 

As atividades começaram na Capela Nossa Senhora do Rosário, onde os participantes tomaram o café da manhã e participaram da oração inicial, que fez memória aos 2 anos da tragédia de Bento Rodrigues. Depois, os jovens saíram pelas ruas do distrito e realizaram dois atos públicos, um relacionado à ecologia e outro relacionado ao Dia Mundial dos Pobres. No ginásio do distrito, eles assistiram apresentações culturais e participaram de uma mesa redonda para debater temas relacionados à natureza e ao racismo e foram divididos em 4 grupos para conversarem sobre ecologia, cultura, juventude e território. 

Para Guilherme Belmiro, da Paróquia São Pedro, de Ponte Nova, o DNJ permitiu enxergar nas pequenas coisas o amor que tanto se fala nas reuniões em que participa: o amor de Cristo. "Foi possível perceber claramente a felicidade no olhar da comunidade de Ribeirão de São Domingos, que abraçou a causa e fez com que o evento acontecesse da melhor forma", disse. Ele relata que o evento convidou aos participantes a agir em defesa da Terra e dos marginalizados. "Precisamos defender a nossa mãe Terra nos tornando agentes transformadores. É preciso 'sujar as mãos' para se colocar na pele daqueles que são atingidos pelas ações criminosas das grandes empresas de mineração, que degradam a terra e a vida humana", disse.

O dia festivo se encerrou com a celebração eucarística presidida pelo assessor regional da pastoral da juventude, padre Luiz Martins Neiva,  e concelebrada pelo pároco da paróquia São Domingos de Gusmão, padre Oldair de Paulo Mateus. Ao final da celebração, coordenadores dos grupos receberam mudas de plantas nativas da região para plantarem em suas comunidades paroquiais e todos os presentes receberam sementes de açaí com o mesmo objetivo.

 

Colaboração: Marcos Vinicio Xavier da Cruz

 

 


Voltar

Confira também: