Igreja de Nossa Senhora da Conceição é reaberta em Acuruí

09/04/2018 às 13h38

No ano do seu tricentenário, a igreja de Nossa Senhora da Conceição, localizada no distrito de Acuruí, em Itabirito, Região Pastoral Mariana Norte, foi reaberta nesse domingo (8), após um ano e seis meses fechada para reforma. Uma missa presidida pelo vigário geral da arquidiocese, monsenhor Celso Murilo Souza, e concelebrada pelo pároco, padre Edmar José da Silva, e o padre João Carlos marcou a reabertura do templo.

Centenas de fiéis, moradores da comunidade e autoridades do município participaram da celebração. Segundo padre Edmar esse é um momento de grande alegria. “Experimento uma imensa satisfação em poder devolver à comunidade do Acuruí esta igreja restaurada, no ano em que ela completa 300 anos. É um templo tricentenário e que está intimamente ligado à história do distrito do Acuruí. Daí a sua importância não somente religiosa, mas também histórica e cultural. Não teria presente melhor para a comunidade, que celebra os 300 anos de construção da igreja, do que receber este patrimônio restaurado. A todos os envolvidos, a eterna gratidão da Paróquia de São Sebastião”, ressalta o padre.

A construção de 1718 passou por uma restauração da parte estrutural e artística. Padre Edmar explica que vários agentes foram importantes para a conclusão dessa obra. “Contamos com o apoio efetivo do Ministério Publico de Itabirito, através da Dra. Vanessa Campolina, que destinou boa parte dos recursos financeiros para a obra de restauração. Contamos ainda com o apoio da Prefeitura de Itabirito, visto que a igreja é tombada pelo patrimônio municipal. A paroquia de São Sebastião arcou com despesas diversas, visando otimizar os recursos oferecidos pelo Ministério público. O órgão responsável pela reforma foi o Instituto Yara Tupinambá, contratado pela promotora pública para as obras de restauração. Este Instituto fez um belíssimo e competente trabalho, fiscalizado pelo próprio ministério publico, pelo Conselho de patrimonio da Itabirito e pela Paróquia de São Sebastião”, explica.

Além dos órgãos públicos, a comunidade do Acuruí também foi envolvida na restauração. “Durante o processo de restauração, os técnicos do Instituto Yara Tupinambá ofereceram a alguns membros da comunidade um curso de oficial da Construção civil, com ênfase em patrimônio histórico. Estes alunos tinham aulas teóricas pela manhã e à tarde ajudavam no restauro da igreja, juntamente com os diversos técnicos do Instituto. Neste sentido, eles serão os primeiros agentes de conservação do patrimônio da comunidade, inclusive da igreja restaurada. Foi feito um exemplar trabalho de conscientização com estes alunos da comunidade”, disse padre Edmar.

Após a celebração foi realizada a formatura dos membros da comunidade que participaram do curso oficial da Construção civil, com ênfase em patrimônio histórico.

Fotos: Pascom


Voltar

Confira também: