Jesus nosso pastor e a vocação

26/04/2018 às 13h10

É tempo da Páscoa de Jesus! A vida vence a morte. A vitória de Cristo é também a certeza de que tudo ganha um novo significado. O Senhor que vence a morte é o mesmo que continua conosco todos os dias (cf. Mt 28,20). Neste período que segue a festa da páscoa, a Igreja, com alegria, celebra o ressuscitado em seus diversos aspectos.

No quarto domingo, celebramos o Bom Pastor. Foi o próprio Jesus que se apresentou assim. A figura do pastor é conhecida em muitas culturas e, no Antigo Testamento, aparece como uma referência ao próprio Deus. O pastor é alguém que cuida das ovelhas. E cuidar implica ter atenção diária: encontrar as pastagens adequadas, observar quando há sinais de doenças e tratá-las, se necessário, proteger das intempéries do tempo e dos perigos. Além disso, quem exerce essa missão, tem que ter disposição e uma voz firme e segura para orientar adequadamente o rebanho, pois as ovelhas são animais que se dispersam facilmente, e, por isso, o pastor tem que guiar para garantir a proteção do rebanho.

Jesus, como grande observador da realidade, usa a figura do pastor para se referir a si mesmo como nosso cuidador. Assim, se aplicam as características desta imagem nos mais diversos aspectos. Ele quer dizer que está sempre conosco, observa-nos se estamos seguros, alimentados e protegidos. Ele nos convoca à unidade e a pastagens seguras e adequadas. A Igreja, diante dessa referência que o próprio Senhor utiliza, enfatiza Jesus como nosso mestre, Aquele que convoca  seu povo. Convocar é chamar. Chamado é vocação. Portanto, o que celebramos neste tempo pascal é o grande chamado de Deus ao seu povo.

Vivenciando o ano nacional do laicato, refletir sobre a vocação ganha um especial significado, pois todos estamos ligados a Jesus e devemos também cuidar uns dos outros. Na família, na sociedade, nas comunidades, todos somos chamados a estar atentos para que o Reino de Deus aconteça por causa da fraternidade que criamos.

Anualmente, pela ocasião da celebração do Bom Pastor, o papa envia uma mensagem e um convite para que o domingo seja de oração pelas vocações. Neste ano, é a 55ª vez que se realiza este dia de oração. Nosso Serviço de Animação Vocacional se une a toda Igreja para que nos empenhemos em rezar e promover as vocações.

Esperamos que nossas comunidades e paróquias leiam a mensagem e se organizem  para que tenhamos momentos profundos de oração e consciência da necessidade das ações vocacionais. Mesmo que sua paróquia ou comunidade ainda não tenha organizado um grupo do SAV, não se esqueça de que todo cristão batizado é, pelo próprio exercício de sua missão, um agente vocacional. E a primeira e fundamental ação no campo vocacional é a oração. Unamo-nos, pois, em oração para que cada um descubra e viva seu chamado na Igreja e no mundo.

 

Pe. Thiago José Gomes
Assessor do Serviço de Animação Vocacional da Arquidiocese de Mariana

 


Voltar

Confira também: