domingo

, 05 de abril de 2020

Artigo de Côn. Lauro Sérgio Versiani Barbosa
Cônego Lauro Sérgio Versiani Barbosa, natural de Ouro Preto (29/04/1959), filho do farmacêutico Almir Barbosa e da professora Maria do Carmo Versiani Barbosa, foi ordenado presbítero no dia 02 de setembro de 1995.

É Licenciado em História (UFMG), Bacharel em Filosofia (UFMG), Bacharel em Teologia (Centro de Estudos Superiores da Companhia de Jesus no Brasil em Belo Horizonte), Mestre em Teologia (Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma).
Pesquisador do Instituto de Artes e Cultura da Universidade Federal de Ouro Preto – IAC/UFOP (1984-1994); Coordenador do Núcleo de Ação Cultural do IAC/UFOP (1986-1987); Professor de Filosofia e Teologia no Seminário São José da Arquidiocese de Mariana (1993-2019); Diretor de Estudos do Instituto de Filosofia do Seminário São José (1994-1998); Diretor de Estudos do Instituto de Teologia do Seminário São José (2002-2005); Reitor do Seminário São José da Arquidiocese de Mariana (2006-2014); Diretor da Escola Diaconal São Lourenço (2005-2014); Vigário Paroquial da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus em Mariana (1995-1999/2001-2012); Assessor do Conselho de Leigos da Arquidiocese de Mariana (2002-2011); Presidente da Organização de Seminários e Institutos do Brasil – OSIB no Regional Leste 2 da CNBB (2007-2011); integrou diversos Conselhos da Arquidiocese de Mariana (2006-2019) e, desde 16 de julho de 2014, é Pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário de Fátima em Viçosa, além de Postulador da Causa de Beatificação e Canonização de Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida na fase diocesana do processo e Assessor da Pastoral Familiar na Região Pastoral Mariana Leste (2014 – 2016).

Vigário Episcopal na Região Pastoral Mariana Leste (2016 – 2019) e Diretor Executivo da Fundação Cultural e Educacional da Arquidiocese de Mariana – FUNDARQ (desde 2017). Integrou a Comissão de Assessores da CNBB para a redação das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2019 – 2023).

“Querida Amazônia”

19 de fevereiro de 2020 Côn. Lauro Sérgio Versiani Barbosa

É o título da Exortação Apostólica Pós- Sinodal do Papa Francisco assinada no dia 02 de fevereiro de 2020, Festa da Apresentação do Senhor, e publicada no dia 12 de fevereiro de 2020. Com esta Exortação Apostólica o Papa faz a apresentação oficial do Documento Final do Sínodo para a Amazônia: “Amazônia: Novos Caminhos para a Igreja e para uma Ecologia Integral”. O Papa Francisco optou por não citar ou repetir o Documento Final do Sínodo ao longo de sua Exortação Querida Amazônia, preferindo convidar à sua leitura integral, como texto precioso de quem conhece e ama a realidade da Amazônia, comprometendo-se com o trabalho evangelizador e a preservação de sua biodiversidade e valorização de sua sociodiversidade. O Papa apresenta humilde e corajosamente, em sua Exortação Apostólica Querida Amazônia, a repercussão, em seu coração de Pastor Universal da Igreja, do processo sinodal e de seu Documento Final. Aponta para quatro grandes sonhos que acalenta para a Amazônia: Sonho Social, Sonho Cultural, Sonho Ecológico e Sonho Eclesial.

Assim se expressa o Papa Francisco no n.7 da Exortação Apostólica Pós-Sinodal Querida Amazônia: “Sonho com uma Amazônia que lute pelos direitos dos mais pobres, dos povos nativos, dos últimos, de modo que a sua voz seja ouvida e sua dignidade promovida. Sonho com uma Amazônia que preserve a riqueza cultural que a caracteriza e na qual brilha de maneira tão variada a beleza humana. Sonho com uma Amazônia que guarde zelosamente a sedutora beleza natural que a adorna, a vida transbordante que enche os seus rios e as suas florestas. Sonho com comunidades cristãs capazes de se devotar e encarnar de tal modo na Amazônia que deem à Igreja rostos novos com traços amazônicos”.

A Exortação Apostólica Querida Amazônia é muito bonita e profética! Pena ser reduzida nos meios de comunicação a temas polêmicos e periféricos em relação ao seu objetivo fundamental. A sua leitura integral encanta! Belo e coerente texto do Papa Francisco para coroar os seus 7 anos de pontificado! Impressiona a capacidade do Papa Francisco de produzir um texto espiritual, teológico, poético, dialogal, sereno, provocador, esperançoso, abrindo perspectivas e valorizando todo o percurso sinodal. O Papa Francisco chama a atenção para o anúncio explícito e total de Jesus Cristo, confiando à “Mãe da Amazônia”, a Virgem Maria, a inculturação do Evangelho na Amazônia.

Cônego Lauro Sérgio Versiani Barbosa
Pároco

Confira Mais Artigos de Côn. Lauro Sérgio Versiani Barbosa