“Hoje nós queremos, com alegria, soltar a nossa voz para aclamar Cristo Nosso Rei", afirmou Dom Airton na celebração de Domingo de Ramos

15/04/2019 às 18h20

“A semana santa é como se fosse um grande retiro espiritual”, introduziu o arcebispo de Mariana, Dom Airton José dos Santos, antes da saída da procissão de Ramos do adro da igreja de Nossa Senhora do Rosário para as ruas do centro histórico de Mariana, na noite do último domingo (14). “A cada dia nós meditaremos a palavra de Deus, participaremos da solenidade da Semana Santa, dos encontros, das orações, das pregações, querendo encontrar Jesus Cristo, que está presente, vivo e ressuscitado no meio de nós”, continuou.

“Hoje nós queremos, com alegria, soltar a nossa voz para aclamar Cristo Nosso Rei, mas não queremos convencer ninguém pelo barulho, queremos que as pessoas sejam atraídas a Cristo por esta nossa procissão, pelo nosso modo de acreditar em Deus, pela nossa devoção, gestos e convicções nossas que vamos experimentar nessa semana santa”.

Erguendo os ramos, rezando e entoando “Hosana”, os fiéis das três paróquias da cidade se dirigiram ao Santuário de Nossa Senhora do Carmo, onde foi celebrada a missa, presidida pelo arcebispo e concelebrada pelo pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, padre Geraldo Barbosa.

 

Semana Santa

A Semana Santa é tradição em cidades como Mariana e Ouro Preto. Com uma programação intensa, que conta com a participação das diversas irmandades, confrarias e ordens, os fiéis das cidades históricas têm a oportunidade de reforçar e dar testemunho de sua fé nas procissões e missas realizadas até o Domingo de Páscoa.

O pároco da Paróquia Nossa Senhora da Assunção, cônego Nedson Pereira de Assis, explica, neste tempo de graça, a Igreja nos convida a fazermos com Jesus o seu caminho de vida, paixão, morte e ressurreição, contemplando, rezando e nos envolvendo no mistério Pascal do Cristo. "Nossa espiritualidade é pascal e será nossa vida também pascal se com Cristo vivermos; se com Cristo morrermos e se com Cristo ressuscitarmos nesta e na outra vida. Esta é a fé cristã", ressalta.

"Desejo que cada irmão e cada irmã viva toda a espiritualidade que contém cada momento orante desta Semana Maior, fazendo deste um tempo oportuno para crescermos na fé do discípulo missionário que convive em fraternidade, oração e serviço na comunidade do Povo de Deus", diz o pároco da catedral.

 

Confira mais fotos aqui


Voltar

Confira também: