terça-feira

, 16 de agosto de 2022

04/12/2019

04 de dezembro de 2019

O alimento é uma das necessidades básicas do ser humano. Tanto o material, quanto o espiritual. Na Sagrada Escritura, o banquete é uma das imagens que revela a gratuidade e bondade de Deus em favor de seus filhos e filhas. Sinaliza também a eliminação da morte, das lágrimas de dor e da desonra. Ele mesmo prepara e serve o banquete da vida, é o pastor que não nos deixa faltar nada. Curando os aleijados, os cegos, os coxos, surdos e muitos outros doentes, Jesus se compadece da multidão faminta. O milagre da partilha alimenta multidão e as sobras demonstram que no Reino de Deus, ninguém pode passar fome e todos ficam satisfeitos. A eucaristia, corpo e sangue do Senhor, é o dom maior e para este banquete todos somos convidados. Com São João Damasceno, nascido na Síria em 675 e falecido na Palestina em 749, procuremos “viver a verdadeira fé, por ele ensinada de modo tão eminente e seja sempre nossa luz e nossa força” (Oração da coleta de sua memória).

Pe. Geraldo Barbosa

Agenda

VEJA TAMBÉM