sábado

, 13 de agosto de 2022

06/04/2020

06 de abril de 2020

Nesses dias de intensa espiritualidade, que antecedem o Tríduo Pascal, temos na primeira leitura a apresentação dos cânticos, ou poemas do servo do Senhor. Este servo pode ser identificado com o povo de Israel, o profeta ou alguns dos profetas. O que é aqui anunciado realiza- se plenamente na paixão de Jesus. Ele é o eleito do Senhor, o juiz e luz das nações, o justo por excelência, o centro de aliança do povo. Quem abriu os olhos dos cegos, tirou os cativos da prisão, livrou do cárcere os que viviam nas trevas, pode também, nos dias de hoje, curar os enfermos, eliminar todos os vírus e conceder o principal milagre, se nós acreditarmos de verdade Nele. Quem crê, procura imitá- lo. Torna- se mais amoroso, compassivo, justo, solidário e fraterno. Aí as doenças, infecções e outros vírus como a intolerância, preconceito, maldade e violência são destruídos. Seja nossa casa parecida com a de Marta, Maria e Lázaro. Jesus terá sempre gosto de nos visitar e receber o que melhor pudermos oferecer- lhe: nós mesmos, de corpo e alma.

Pe. Geraldo Barbosa

Agenda

VEJA TAMBÉM