sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

15/05/2020

15 de maio de 2020

Quando o amor é vivido entre as pessoas, as leis, os costumes e as normas passam para o segundo plano. O amor de Jesus pelos discípulos é verdadeiro, perfeito, inigualável. Este é o mandamento/testamento que Ele deixou, na última ceia/primeira missa, depois de ter lavado os pés dos apóstolos. Não somos tratados como servos, mas amigos. Ele nos ordena: “amai-vos uns aos outros como eu vos amei”. Somos limitados, imperfeitos, mas o Espírito Santo nos ajuda a viver este dom, o maior e melhor de todos: O AMOR. No Concílio de Jerusalém, os que vinham do paganismo foram desobrigados da circuncisão. Sobressaiu a verdade, o evangelho é a caridade(missal cotidiano). Santa Joana de Lestonnac (França – séc.s 16 e 17), memória de hoje, seguiu a espiritualidade inaciana, unindo a contemplação e a ação, tendo na Virgem Maria a síntese da sua identidade (Liturgia Diária – Maio de 2020).

Agenda

VEJA TAMBÉM