domingo

, 07 de agosto de 2022

19/03/2020

19 de março de 2020

No tempo quaresmal, fazemos uma pausa para celebrar a solenidade de São José. Rezamos ou cantamos o glória, professamos a fé(Creio), como nas celebrações dominicais. José, homem justo, o ultimo dia patriarcas, na linha de Abraão, Isaac e Jacó. Por ser descendente de Davi, legou a Jesus a mesma descendência. “Realiza o tema bíblico dos “sonhos”, com os quais Deus frequentemente comunicou aos homens suas intenções.”(Missal cotidiano). O Evangelho não traz nenhuma palavra pronunciada ou atribuída a José, mas o que se refere a ele, revela a ação obediente aos planos de Deus, o silêncio respeitoso, reflexivo e orante, a justiça vivida na fé e pela fé. Esposo de Maria, sempre fiel, não a julgou, não se afastou covardemente quando percebeu que ela estava grávida. Assumiu a paternidade adotiva de Jesus, protegeu- o da perseguição de Herodes, realizando o êxodo para o Egito. É o patrono da Igreja e da família. Nossa diocese, o Seminário, paróquias e várias capelas são dedicadas a ele. Possamos nos esforçar para imitá- lo nas virtudes, contar também com sua intercessão para a erradicação da pandemia do vírus que tem trazido tanta dor, sofrimento, apreensão e insegurança. São José, rogai pela Igreja, defendei as crianças, protegei as famílias, velai pela nossa arquidiocese, seminário e por todos vossos devotos(as).

Pe. Geraldo Barbosa 

Agenda

VEJA TAMBÉM