quarta-feira

, 17 de abril de 2024

1º Encontro de formação da Pastoral Carcerária da Região Mariana Oeste é realizado em Conselheiro Lafaiete, após o auge de contágio da Covid-19

15 de março de 2023 Arquidiocese

Foi realizado no sábado, 11 de março, em Conselheiro Lafaiete (MG), o Encontro da Pastoral Carcerária da Região Mariana Oeste. Cerca de 40 agentes da pastoral, vindos de diferentes cidades como Congonhas, Conselheiro Lafaiete e Ouro Branco, participaram da ocasião. Foi o primeiro evento após o auge de contágio da Covid-19.

Acolhido pela Paróquia Sagrado Coração de Jesus de Conselheiro Lafaiete, a novidade deste encontro foi a participação do Diretor e dos reeducandos da APAC da cidade, além de duas recuperandas e uma segurança da Polícia Penal. À ocasião, o momento foi assessorado pela Coordenadora Nacional para a Questão da Mulher Encarcerada e Coordenadora Arquidiocesana da Pastoral Carcerária, Magda de Fátima e Oliveira, que trabalhou o tema “A vocação e a missão do agente da Pastoral Carcerária”.

De acordo com o Assessor Regional da Pastoral Carcerária, Padre Geraldo Barbosa, o encontro foi marcado pela intervenção dos participantes, com testemunho de vida, com a alegria de abraçar a causa e de promover a defesa dos direitos humanos, a ressocialização, a catequese e a evangelização dos apenados.

Segundo Magda, o trabalho realizado pelos agentes é importante para fortalecer a dignidade da pessoa humana nos locais de recuperação. “Nossos irmãos privados de liberdade necessitam e precisam de nós, precisam dessa presença da Igreja, precisam que estejamos lá, para defendê-los, principalmente, para escutá-los e atendê-los em suas necessidades, as vezes básicas”, apontou.

Na oportunidade, o coordenador da APAC de Conselheiro Lafaiete (MG), Ricardo, destacou a importância da Pastoral Carcerária na ressocialização dos apenados. “Estamos necessitando desse grupo de pessoas, que trazem Jesus no coração e a vontade de trabalhar nas mãos. Fiquei feliz, obtive informações que eu não conhecia, não conhecia diretamente o trabalho da Pastoral Carcerária e espero que nós possamos contar com a presença dessa pastoral na APAC”, destacou Ricardo.

Os reeducandos da APAC que participaram do encontro, emocionados, agradeceram o trabalho realizado pela Pastoral Carcerária. Como é o caso do Wanderley, que fez questão de deixar o seu depoimento.

“Eu venho agradecer a todos pela oportunidade, pelo grandioso evento, de estar reunido aqui. Quero dizer que a APAC é uma associação que dá oportunidades para pessoas que cometeram algum crime. Tenho 53 anos de pena a cumprir no regime fechado. Estou pagando há 16 anos. Estou na APAC há dois anos e, graças ao meu bom Deus, lá eu encontrei auxílio, amor, carinho e estou determinado a mudar. Lá eu trabalho e estudo. Lá estou encontrando o meu caminho de transformação e mudança de vida”, relatou.

É importante destacar que a próxima reunião da Pastoral Carcerária será realizada na quarta-feira, 10 de maio, e o retiro espiritual está agendado para o sábado, 1º de julho, em Conselheiro Lafaiete (MG), na Paróquia do Bom Pastor.

Confira os depoimentos dos agentes voluntários da Pastoral Carcerária sobre o evento

Jhonatan – Conselheiro Lafaiete (MG)

“Estamos aqui juntos na Pastoral Carcerária. Desde o ano passado, já estou indo fazer as visitas nos presídios e a gente pode levar o nosso testemunho de vida, porque a vida não é simples para ninguém, nem para quem está aqui fora, nem para quem está lá dentro”, disse.

Maisa – Conselheiro Lafaiete (MG)  

“A Pastoral Carcerária é uma pastoral única, eu tenho um amor muito grande por essa pastoral, a cada dia que passa esse amor só cresce. Essa formação de hoje foi muito importante, foi muito rica e nos deu mais vontade de querer trabalhar, de estar junto, enquanto agentes. Foi muito bom estar aqui e, se Deus quiser, estarei aqui sempre, nesta pastoral”, apontou.

Geraldo – Ouro Branco (MG)

“Para mim essa formação foi um aprendizado. Tive a oportunidade de estar aqui, hoje, conhecendo mais a fundo a nossa Pastoral Carcerária. Porque, com certeza, eu levarei isso adiante”, disse.

Cláudia – Conselheiro Lafaiete (MG)

“Eu amei. Foi muito bom. É a primeira vez que eu venho ao encontro, mas já tem cinco meses que a gente está com esse trabalho ajudando na APAC. Toda vez que tiver é uma oportunidade grande de aprendizado”, apontou.

Fotos: Pe. Geraldo Barbosa/Divulgação

Agenda