segunda-feira

, 15 de agosto de 2022

24/06/2020

24 de junho de 2020

“O que virá a ser este menino?” Era a pergunta, que ressoava no coração de todos os que ouviam a notícia do nascimento de João Batista. Não era uma criança qualquer. Nele o Senhor operou maravilhas. O precursor do Messias, consagrado como o maior entre os nascidos de mulher, o único profeta a mostrar o cordeiro redentor. “Batizou o próprio autor do Batismo”, mereceu dar o perfeito testemunho de Cristo. Com ele aprendemos a conciliar a humildade com a coragem, o desapego com a partilha, a fé com a esperança e a caridade. Nos tempos que vivemos hoje, autoridades se julgam no direito de fazer o que bem entendem. Há muito sofrimento, violência contra os mais fracos, injustiça, exploração e morte de inocentes. Precisamos de mais profetas, que não tenham medo de enfrentar o poder opressor. Sejam simples, sóbrios, desapegados. Somos também chamados a ser luz das nações, a reconduzir os extraviados ao caminho do bem. Antes de nascermos, já éramos amados, queridos e escolhidos para uma missão. Nas alegrias espirituais, sejam nossos passos conduzidos no caminho da salvação e da paz.

Pe. Geraldo Barbosa 

Agenda

VEJA TAMBÉM