domingo

, 14 de agosto de 2022

27/04/2020

27 de abril de 2020

Com que nos preocupamos, quando rezamos ou quando buscamos nos encontrar com Deus? Com o pão(coisas materiais) que sustenta, mas é perecível, ou com o pão que nutre a fé, fortalece a esperança e dignifica a caridade? Jesus exorta os discípulos de ontem e de hoje a buscar não o alimento que se perde, mas o alimento que permanece até a vida eterna e que Ele mesmo nos dá: seu corpo e sangue, sua coragem e destemor, sua justiça e solidariedade, seu amor e sua presença eternamente. Quem O recebe tem tudo isto e enfrenta as adversidades, desafios, perseguições e não esmorece na caminhada. “Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo”. Na verdade, não era ele e sim o Espírito Santo, que lhe dava sabedoria e falava por ele, de tal modo que viam “o seu rosto como o rosto de um anjo”. Possamos voltar sempre ao bom caminho, rejeitar o que se opõe à vocação cristã e abraçar quanto possa honrá- la.

Pe. Geraldo Barbosa

Agenda

VEJA TAMBÉM