sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

5º Jubileu de Nossa Senhora das Graças é celebrado em Catas Altas da Noruega

11 de julho de 2022 Arquidiocese

Com o tema “Ó Mãe das Graças, volvei sobre nós os teus raios de luz”, acontece entre os dias 20 e 31 de julho a programação festiva do 5º Jubileu de Nossa Senhora das Graças, em Catas Altas da Noruega (MG).

Liturgicamente celebrada no dia 27 de novembro, no município mineiro a festa de Nossa Senhora das Graças é comemorada em 29 de julho, data que marca o dia que a imagem da Virgem Santíssima caiu de um avião de carga que sobrevoava a região.

Neste ano, a programação inclui, diariamente, no Santuário Arquidiocesano de Nossa Senhora das Graças, a oração do Ofício de Nossa Senhora, às 7h, a recitação do Terço, às 18h30, a celebração da Santa Missa e novena, às 19h, e apresentação cultural com as tradicionais barraquinhas às 20h30.

Ainda, em alguns dias previamente definidos, haverá o atendimento de confissões. Vale lembrar que a Novena também será transmitida ao vivo pela Rádio Noruega FM 98.7, sintonizável também pela internet: www.noruegafm.com.br.

Já no dia 29, as festividades terão início às 4h30 com a realização da Caminhada da Fé, saindo do Santuário Arquidiocesano em direção à Gruta de Nossa Senhora das Graças. Já a Santa Missa Solene, com a procissão luminosa e a bênção jubilar, será às 17h no adro do Santuário.

Estendendo às comemorações, no dia 30, às 20h, acontecerá o “Arraiá das Graças”, com apresentação Cultural e movimento de barraquinhas no adro do Santuário, e no dia 31, às 9h, o Festival de Bandas de Música. Neste dia, também será servido o almoço e haverá, a partir das 13h, atividades preparadas para as crianças.

Confira a programação completa AQUI

Indulgência plenária

Neste período jubilar de graças e bênçãos, é concedida a Indulgência Plenária do Jubileu àqueles que participam ativamente confessando-se, comungando e orando pelas intenções do Papa Francisco.

A Santa que caiu do céu

“Salve 29 de julho de 1949. Neste dia, Padre Luiz Gonzaga Pinheiro organizava as festividades de São Gonçalo do Amarante. Era sua primeira festa do padroeiro em Catas Altas da Noruega. Tudo estava pronto, mas algo o preocupava: a imagem de Nossa Senhora das Graças, que havia encomendado, não tinha chegado e pelo tardar da hora dificilmente a teria para compor a solene procissão.

Contudo, o silêncio daquela tarde foi quebrado por um avião e o rastro de fumaça deixado por onde passava. A população foi às ruas para ver o que acontecia. Parecia que caía do céu uma chuva de papel picado. Mais tarde saberiam que eram mercadorias atiradas do avião que falhava seus motores. Era um avião da Cia Itaú Transportes Aéreos que saiu do Rio de Janeiro para Belém do Pará levando pneus, máquinas de escrever, geladeiras, rolos de tecidos, sapatos, medicamentos e tantos outros produtos.

No avião encontravam-se também três imagens sacras. Com a queda, duas ficaram irreconhecíveis já a terceira, intacta sobre o solo catasaltense, a pequena e singela imagem de Nossa Senhora das Graças. Encontrada por lavradores, ‘veio do céu para ficar conosco’ disse Padre Luiz Gonzaga Pinheiro.

A imagem foi doada à Paróquia e hoje ocupa um lugar de honra no Santuário Arquidiocesano a ela dedicado. O avião sem combustível aterrissou no aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. Desde então, vivemos esta linda história, repetida no Santuário Arquidiocesano; no monumento à Padroeira; na Gruta de Nossa Senhora das Graças, local onde a imagem foi encontrada; no museu de nossa cidade e como o rastro de fumaça, por todo lugar onde nos orgulhamos em manter vida esta belíssima devoção”. (Texto extraído do programa da festa – autoria não especificada)

*Com informações do programa da festa

*Imagens: Divulgação

Agenda