terça-feira

, 28 de maio de 2024

60 Seminaristas se reuniram para encontro formativo

27 de outubro de 2022 Arquidiocese

No último dia 25 de outubro, aconteceu um encontro formativo com a irmã Regina da Costa Pedro, do Pontifício Instituto das Missões Estrangeiras (PIME), que trabalhou o tema: missão e sinodalidade. O encontro aconteceu de modo online pela plataforma Google Meet e contou com a participação de cerca de 60 seminaristas das casas de formação (propedêutico, filosofia e teologia), bem como a presença do Padre José Geraldo Coura, diretor da dimensão pastoral do Seminário Arquidiocesano de Mariana (MG).

Em sua fala, a irmã apresentou que a missão faz parte de nossas vidas e é essencial a todos nós cristãos. A partir do nosso batismo, podemos dizer que todos somos missionários por natureza. E para que possamos ser uma Igreja sinodal, como propõe o nosso Sumo Pontífice, é necessário haver comunhão, participação e missão.

A irmã ainda destacou que a missão e a sinodalidade estão na essência da Igreja de Cristo. O Concílio Apostólico de Jerusalém é uma prática da sinodalidade em vista da missão (At.15). Os apóstolos ali reunidos rezavam e pediam a Deus inspirações para que a boa nova chegasse a todas as pessoas. Portanto, a Igreja é por natureza missionária. Como os apóstolos, devemos buscar viver a missão e a sinodalidade, levando a Boa-Nova a todas as pessoas (Marcos 16,15).

Sinodalidade significa caminhar junto ao povo de Deus peregrino nesta terra. O Papa Francisco vai dizer “O caminho da sinodalidade é o caminho que Deus espera da Igreja do terceiro milênio”. Portanto, unidos ao desejo do nosso Santo Padre, saindo em missão com um espírito sinodal, devemos viver um autêntico Evangelho, levando Jesus Cristo a todas as pessoas. Essa missão que não deve ser distante de nós, mas que deve ser presente nas nossas casas de formação, paróquias, comunidades, famílias.

Segundo Diêgo Souza, seminarista do 3° de Filosofia/Etapa do Discipulado e coordenador do COMISE, “foi muito importante a formação missionária com a irmã Regina. É de suma importância falar em nossas casas de formação sobre a temática da missão e sinodalidade, sobretudo em um mundo marcado pelo comodismo e individualismo. A formação foi fundamental para abrir os nossos olhos e nos fazer perceber que não podemos ficar acomodados em ‘nosso mundo particular’, fechando os olhos para a realidade existente ao nosso redor. É preciso sair de nós mesmos, viver o Evangelho e anunciar de coração aberto a Boa-Nova de Jesus Cristo a todas as pessoas, sem exceção”.

O COMISE agradece a irmã Regina pela disponibilidade e pela formação tão bem preparada que muito enriqueceu a todos

Texto: Marlon Rocha

Fotos: Equipe de comunicação