sábado

, 27 de novembro de 2021

Amor e dedicação de Dom Geraldo marcam a celebração do Jubileu de Ouro Sacerdotal

16 de agosto de 2017

O amor e a dedicação do arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, marcaram a celebração do seu Jubileu de Ouro Sacerdotal na noite dessa terça-feira (15). Em clima de alegria e gratidão, a igreja de São Pedro dos Clérigos, em Mariana, ficou repleta de bispos, padres religiosos, seminaristas, familiares, amigos e fiéis para celebrar a data. A missa em ação de graças pelos 50 anos de ministério presbiteral foi celebrada por Dom Geraldo e concelebrada por 15 bispos.

“Louvo e bendigo a Deus pelo dia 15 de agosto de 1967. Era uma terça-feira, como hoje, às 10h fui ordenado presbítero em Fundão, minha terra natal. Esse foi um dos dias mais felizes de minha vida. Agradeço a Deus o dom do ministério ordenado que me configurou a Cristo, bom pastor, sem nenhum merecimento de minha parte, mas unicamente por desígnio insondável da sua divina misericórdia”, disse Dom Geraldo.

O bispo emérito de Oliveira, Dom Francisco Barroso, lembrou na homilia da caminhada presbiteral de Dom Geraldo e ressaltou suas contribuições para a Igreja. “Dom Geraldo, nesses 50 anos de vida sacerdotal, escreveu parte da gloriosa evangelização missionária, mostrando-se assim, um autêntico missionário. No testemunho de vida sacerdotal, Dom Geraldo é um convite a todos nós sacerdotes, sobretudo aos neo-sacerdotes e os que se preparam para o ministério, a seguir sempre avante, sem retroceder, na certeza de estarmos cumprindo um mandato do Senhor, que nos escolheu e nos enviou”, disse Dom Barroso.

Para o irmão de Dom Geraldo, José Carlos Lyrio Rocha, celebrar essa data com toda a arquidiocese de Mariana é motivo de muito felicidade. “A nossa família comemora o Jubileu de Ouro rendendo graças a Deus. Geraldo sempre teve essa vocação para o sacerdócio. Desde criança, ele tinha uns quatro, cinco anos quando começou com essa manifestação de ser padre e com a graça de Deus e a orientação dos nossos pais, que eram católicos muito fervorosos, Geraldo pode seguir a sua vocação para o sacerdócio e isso nos deixa muito honrados e felizes em poder participar deste momento tão especial”, contou José Carlos.

O Ano da Vocação Sacerdotal, iniciado no dia 15 de agosto de 2016 e que conduziu a preparação para esse jubileu, foi encerrado durante a celebração. A missa também foi realizada em comunhão com a festa de Nossa Senhora da Assunção, padroeira da Arquidiocese.

Ao final da celebração, Dom Geraldo coroou a imagem de Nossa Senhora e o representante dos presbíteros da arquidiocese, padre Edmar José, leu uma mensagem ao arcebispo, parabenizando-o pela data e lembrando dos seus inúmeros exemplos como um bom pastor. “Ouvindo os testemunhos de seus familiares, especialmente dos seus irmãos, a respeito de sua infância e adolescência ficou claro que Jesus lhe escolheu ao ministério sacerdotal desde o ventre materno. Parece que esse foi sempre o desejo acalentado no seu coração, servir ao Senhor consagrando a sua vida a Ele. Celebrar o jubileu áureo presbiteral é uma grande dádiva de Deus. É uma alegria incomensurável. E nós compartilhamos com o senhor esse momento feliz da sua vida, rendendo louvores ao mestre Jesus, o sumo e eterno sacerdote, que ilumina o dom do seu sacerdócio”, afirmou padre Edmar.

Selo comemorativo

Nessa perspectiva de celebração, após a missa, foi lançado pelo Correios um selo personalizado em comemoração ao Jubileu de Ouro sacerdotal de Dom Geraldo. O selo é composto pela imagem do arcebispo e tem escrito “Jubileu de Ouro Sacerdotal 1967 – 2017”.

Dom Geraldo agradeceu aos Correios e a todos os envolvidos na elaboração do selo e reforçou que está homenagem é também da Arquidiocese de Mariana.

VEJA TAMBÉM