sábado

, 13 de agosto de 2022

‘Amoris Laetitia’ foi tema de formação permanente do clero

17 de novembro de 2016 Arquidiocese

Refletindo sobre “A evangelização da família na exortação pós-sinodal ‘Amoris Laetitia’ do Papa Francisco” padres e diáconos da arquidiocese, juntamente com o arcebispo, Dom Geraldo Lyrio Rocha, participaram da Formação Permanente do Clero realizada nos dias 14 a 16 de novembro na casa de encontros e retiros da Basílica do Senhor Bom Jesus, em Congonhas.

Com assessoria do monsenhor Roberto Natali Starlino, o grupo pode conhecer mais sobre o documento e pensar sobre o a realidade da família nos dias de hoje. Segundo padre Edmar José da Silva, representante dos presbíteros, o momento foi muito enriquecedor. “Além da parte formativa, nós tivemos a oportunidade de conviver e refletir sobre a temática”, contou.

Monsenhor Roberto Natali Starlino explicou que a formação foi dividida em três partes. “Nós fizemos uma recordação do percusso sinodal. Lembramos como foi na Igreja o processo dos dois sínodos, ambos com a mesma temática, a preocupação com a família. Nós consideramos a recepção de como tem sido a recepção na mídia a aceitação do documento e estudamos o capítulo oitavo, porque dos nove ele é o que mais interessa os padres”, disse.

A formação foi encerrada, nessa quinta-feira, com uma palavra de Dom Geraldo. “A própria exortação pede que os bispo orientem os padres e Dom Geraldo deu uma indicação muito boa para a gente caminhar. A presença dele foi muito rica, porque ele participou do segundo sínodo”, finalizou monsenhor Natali.

Agenda