quinta-feira

, 13 de junho de 2024

Aplicativo mostra a localização das paróquias e capelas da Arquidiocese de Mariana

05 de julho de 2023 Arquidiocese

Presente em 79 municípios mineiros, totalizando um número de 136 paróquias e cerca de 1.800 comunidades, entre urbanas e rurais, a Arquidiocese de Mariana abrange um território de 22.680 km².

Foi pensando na dimensão territorial arquidiocesana e as dificuldades, por exemplo, em localizar uma comunidade, que o Professor Dr. José Flávio Morais Castro, do Programa de Pós-Graduação em Geografia – Tratamento da Informação Espacial (PPGG-TIE) da PUC Minas, desenvolveu um aplicativo de geovisualização dos templos religiosos desta Igreja Particular.

“O aplicativo de geovisualização consiste em uma opção de interatividade do usuário com a distribuição espacial das paróquias e capelas da Arquidiocese de Mariana, por meio de camadas, acompanhadas por um banco de dados georreferenciado contendo as informações básicas da igreja e sua localização precisa”, explica o idealizador do projeto.

De acordo com ele, o objetivo é atualizar as informações de geovisualização desses templos, bem como acrescentar fotografias das igrejas, os limites de regiões pastorais e de foranias, além de disponibilizar informações básicas da igreja.

A iniciativa surgiu, em 2019, por meio de uma conversa informal entre o geógrafo e o Padre Edir Martins, à época, Pároco da Paróquia Sant’Ana, em Guaraciaba (MG), terra natal do pesquisador.  “Ele [me] perguntou como que os padres fazem quando chegam a uma nova paróquia ou quando vão celebrar em uma comunidade fora, como encontram as capelas. Eu dizia que, no início, sempre dependemos de pessoas de boa vontade que nos acompanham até aprendermos os caminhos”, recordou o presbítero.

Reprodução da tela do aplicativo. Na imagem é possível ver a divisão da Arquidiocese de Mariana conforme as foranias.

Foi constatando essa necessidade que o Professor José Flávio desenvolveu o aplicativo de geovisualização das paróquias e capelas da Arquidiocese de Mariana. Com a colaboração do Padre Edir, que forneceu a ele uma lista com os nomes das paróquias e capelas arquidiocesanas, o pesquisador iniciou os trabalhos. Além disso, também foi disponibilizado aos padres um aplicativo para que enviassem a localização de cada capela das paróquias.

“A partir disso, foi criado um banco de dados georreferenciado no software de geoprocessamento, o ArcGIS®, que culminou na sua disponibilização em camadas shapefile”, detalha o Professor José Flávio. Shapefile é um arquivo contendo dados geoespaciais.

O banco de dados, atualizado com base no site da Arquidiocese de Mariana, é composto por informações como Região Pastoral, Forania, ano de criação, padroeiro (a), pároco responsável, data da festa do (a) padroeiro (a), endereço, telefone, e-mail, acompanhadas de uma foto da igreja.

É importante destacar que para acessar o aplicativo não é preciso fazer o seu download. Logo, com o link de acesso, por meio de qualquer dispositivo móvel ou computador, conectado à internet, é possível navegar pelo trabalho e localizar as paróquias e comunidades da Arquidiocese de Mariana. Para isso, basta acessar o link: https://www.arcgis.com/apps/View/index.html?appid=890510891cb343d8a5761d19f3cd6d8b

No site da Arquidiocese de Mariana, um banner, logo abaixo da seção “A voz do Pastor” foi também disponibilizado com o link de acesso.

Visualização do território arquidiocesano por regiões.

Como navegar no aplicativo?

  • Para otimizar a interatividade com as paróquias e capelas da Arquidiocese de Mariana, o aplicativo é disponibilizado em camadas, cujo ícone de acesso encontra-se na barra lateral azul superior esquerda da tela, que mostra também os ícones de acesso à legenda, à galeria de mapa base, aos detalhes, medir, imprimir e compartilhar. No lado esquerdo desta barra, encontra-se também os ícones de zoom (+ e -);
  • Ao clicar no ícone das camadas, o aplicativo abre uma barra lateral contendo os temas geográficos disponíveis. Na abertura do aplicativo surgem camadas habilitadas previamente. Recomenda-se que o usuário utilize o recurso de habilitar e desabilitar a camada, estabelecendo as superposições que atendam suas expectativas de análise;
  • No mapa, ao clicar em qualquer símbolo de ponto, linha ou área, abre-se uma janela contendo: o título, um breve texto explicativo com a fonte bibliográfica e um mapa/foto do tema da camada (imagens anexadas a partir de links disponíveis na internet).

As informações do aplicativo não são atualizadas automaticamente. Dessa forma, o Professor José Flávio solicita que entre em contato com ele qualquer dado que precisa ser corrigido ou, até mesmo, mapear uma nova capela.

Navegue pelo mapa em:

Corrigido em 06/07/2023 às 8h41