terça-feira

, 18 de janeiro de 2022

Após nomeações, os padres João Luiz e Ronaldo Furtado foram empossados na última semana de dezembro

04 de janeiro de 2022

Após nomeações publicadas pelo Arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Airton José dos Santos, em 16 de dezembro, a última semana de 2021 foi marcada pelas posses canônicas dos padres João Luiz da Silva e Ronaldo Henrique Furtado.

Crédito: Edineia Silva

Em Catas Altas da Noruega (MG), o padre João Luiz foi acolhido no último dia 27 em frente à casa paroquial. Em seguida, em cortejo, o sacerdote e os fiéis que participavam da cerimônia seguiram até a Igreja Matriz da Paróquia São Gonçalo do Amarante, onde tomou posse canônica, durante a celebração da Santa Missa, realizada às 19h. Antes de sua posse, ele já atuava na paróquia, mas como vigário paroquial.

Crédito: TV Saúde

Já o padre Ronaldo, antes vigário paroquial na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Piranga (MG), tomou posse como novo pároco da Paróquia de São Sebastião, em Sem Peixe (MG), no dia 29 de dezembro, também às 19h.

Ambas celebrações foram presididas por Dom Airton e transmitidas ao vivo pelas redes socais em razão das medidas de prevenção a Covid-19.

“Por eles eu me consagro” (Jo 17,19)

É com essa passagem bíblica do Evangelho de João que o padre João Luiz, deu mais um passo em seu ministério presbiteral. Para ele, o dia 27 de dezembro ficou marcado como uma grande experiência em sua caminhada sacerdotal.

“O amor e a alegria dos paroquianos em receber o seu novo pároco foi contagiante, uma acolhida maravilhosa. Para mim, foi um dia marcante, pois Catas Altas da Noruega se tornou minha primeira paróquia, onde estou iniciando o meu ministério presbiteral”, lembrou ele.

Ainda, o novo pároco agradeceu a todos que participaram deste momento. “Agradeço ao nosso Arcebispo, Dom Airton, pela confiança depositada em mim. Agradeço também aos quase 30 sacerdotes e seminaristas que marcaram presença em minha posse, demonstrando, assim, uma fraternidade presbiteral muito boa. Deus abençoe a todos”, finalizou.

Crédito: Edineia Silva

“Eu vivo, mas não eu: é Cristo que vive em mim” (Gl 2,20)

Com esse versículo do livro de Gálatas, o padre Ronaldo Furtado iniciou mais uma fase de sua caminhada.

“Inspirado no lema que escolhi para viver meu ministério sacerdotal, ‘Eu vivo, mas não eu: é Cristo que vive em mim (Gl 2,20)’, bem como no lema da ordenação sacerdotal de nossa turma, ‘Permanecei no meu amor (Jo 15,9)’, quero, junto ao povo de Sem Peixe, me identificar, ao Mestre Jesus Cristo. Quero ser o padre dessa paróquia, deixando as pessoas verem em mim o próprio Cristo, vivendo a oblação, sendo próximo, acolhedor, caridoso, de coração aberto, justo e misericordioso”, ressaltou.

Para este novo desafio, padre Ronaldo compartilhou também o seu desejo: “Que eu tenha a graça de viver o sacerdócio nessa paróquia com o mesmo sentimento de Cristo Jesus: com seu jeito de agir e exalando o seu suave perfume! Que eu tenha o coração manso e humilde, para que os que se direcionarem a mim vejam o Crucificado, falem com o Ressuscitado e ouçam o Bom Pastor! Amém!”.

Crédito: TV Saúde

VEJA TAMBÉM