quinta-feira

, 26 de maio de 2022

Arquidiocese de Mariana celebra a abertura da fase diocesana do Sínodo dos Bispos

21 de outubro de 2021

Com o tema “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”, a Arquidiocese de Mariana deu início na manhã do último domingo, 17 de outubro, à fase diocesana da XVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos. A Santa Missa que marcou a abertura foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Airton José dos Santos, no Santuário de Nossa Senhora do Carmo, em Mariana (MG).

Lembrando que Sínodo dos Bispos é uma instituição na Igreja que foi recuperada por São Paulo VI, depois do Concílio Vaticano II, durante a homilia, Dom Airton enfatizou a importância da caminhada sinodal que foi aberta. Esta é a primeira vez que o processo de consulta do Sínodo dos Bispos acontecerá em três fases diferentes: diocesana, continental e universal.

“Nós estamos em um período de Sinodalidade que, como o Papa Francisco insiste em dizer, significa ‘caminhar juntos’”, pontuou. Dessa forma, “a responsabilidade com a Igreja é de todos nós, batizados. Não é apenas do bispo, dos padres, dos diáconos, dos religiosos ou dos missionários”, enfatizou o Arcebispo Metropolitano de Mariana.

Sínodo dos Bispos

Durante a comemoração do 50º aniversário da instituição do Sínodo dos Bispos, em outubro de 2015, o Papa Francisco ressaltou que “o Sínodo dos Bispos é o ponto de convergência do dinamismo da escuta recíproca no Espírito Santo, conduzida em todos os níveis da Igreja”. Assim, a Secretaria do Sínodo pontua que a articulação das diferentes fases do processo sinodal possibilitará a escuta real do Povo de Deus e será garantida a participação de todos no processo sinodal: “Não é apenas um acontecimento, mas um processo que envolve em sinergia o Povo de Deus, o Colégio Episcopal e o Bispo de Roma, cada um segundo a sua função”.

Para auxiliar no processo de consulta, a Secretaria Geral do Sínodo divulgou, em setembro, o Documento Preparatório e o Vademecum da Assembleia Sinodal de 2023. Esses dois documentos foram concebidos para serem utilizados de forma complementar e conjunta.

Baixe aqui o Vademecum

Baixe aqui o Documento Preparatório para o Sínodo 2023

* Com informações da CNBB

VEJA TAMBÉM