sábado

, 02 de março de 2024

Arquidiocese de Mariana esteve representada no 15º Intereclesial das CEBs

03 de agosto de 2023 Arquidiocese

A Arquidiocese de Mariana esteve representada no 15º Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) realizado em Rondonópolis (MT), dos dias 18 e 22 de julho. Com o tema “Cebs: uma Igreja em saída na busca da vida plena para todos e todas” e o lema será “Vejam! Eu vou criar um novo céu e uma nova terra” (Is 65, 17), o evento contou com a participação dos Padres José Geraldo da Silva (Pe. Juquinha) e Geraldo Magela Vidal, e o leigo Antônio Neves.

Reunindo cerca de 1,5 mil representantes das CEBs de todo o Brasil, além de religiosas e religiosos, bispos, lideranças de organismos ligados à Igreja Católica, a outras denominações cristãs e expressões espirituais, movimentos sociais e populares, o evento foi uma oportunidade de partilhar as experiências, a vida e as reflexões das CEBs.

Durante o encontro, os presentes redigiram duas cartas: uma direcionada ao Papa Francisco e outras aos bispos do Brasil. Na primeira, eles agradecem a presença do Santo Padre e apoio a CEBs.

“De forma singela, estamos expressando nossa gratidão por estar “presente” entre nós: a nos encorajar no Caminho, mas juntos e juntas; a nos convidar a retomar a sinodalidade, tão essencial para nossa Igreja. Sim, sentimos nestes dias como João Crisóstomo nos indicou: “Igreja e Sínodo são sinônimos”. Cristãos leigos e leigas, religiosos e religiosas, bispos, diáconos e presbíteros, lado a lado buscando o mesmo caminho. […]

Agradecemos imensamente a Deus por sua presença eclesial, Papa Francisco. Por sua presença amorosa e solidária que aponta a profundidade em acreditar que a busca pela salvação começa aqui e agora. A vida no céu começa com a vida na terra. Portanto, enquanto tivermos forças, vamos continuar buscando, apocalipticamente, um novo céu e uma terra”, escreveram os participantes. Leia a íntegra AQUI

Aos bispos do Brasil, os participantes do 15º Intereclesial manifestaram seus clamores para serem ouvidos e lamentaram que nas últimas “Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja do Brasil, a CNBB não sentiu a necessidade de nos chamar pelo nome – CEBs – para seguirmos as indicações dos nossos Pastores”.

“As CEBs estão vivas e presentes em inúmeras Dioceses do Brasil, continuando a oferecer a sua contribuição para dar vida a uma Igreja em saída para as periferias, uma Igreja sinodal e missionária”, pontuaram.

“Sentimo-nos contemplados, amparados e abençoados pelo Documento de Aparecida: nossa Espiritualidade sempre encarnada e enraizada no Evangelho de Jesus, sua Palavra viva, nos ilumina noite e dia. Por isso, reafirmando que as CEBs são missionárias como toda Igreja deve ser e com sentimento de pertença, solicitamos a reinclusão das Comunidades Eclesiais de Base – CEBs, nas próximas Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil”, clamaram os participantes. Leia a íntegra AQUI

Os padres da Arquidiocese com Dom Lauro Sérgio Versiani Barbosa, Bispo de Colatina (ES), e filho da Igreja Particular de Mariana.

Com informações do portal da CEBs

Fotos: Arquivo pessoal dos participantes

 

Agenda