sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

Arquidiocese promoverá Encontro Arquidiocesano de Jovens em 2020

10 de outubro de 2019 Arquidiocese

Dois de agosto. Esta é a data escolhida para o Encontro Arquidiocesano de Jovens, que tem a intenção de unir as diversas expressões juvenis em um momento de oração e confraternização. A escolha foi feita na segunda reunião da Equipe de Animação Juvenil, realizada no último sábado (5), no Centro Arquidiocesano de Pastoral, em Mariana.

De acordo com o coordenador arquidiocesano de pastoral, padre Edmar José da Silva, o encontro também tem a intenção de celebrar o Ano da Família na Arquidiocese e dar maior visibilidade para a nova metodologia de acompanhamento e organização das juventudes na Arquidiocese. “No próximo ano, o Projeto Arquidiocesano de Evangelização propõe a família como periferia para ser trabalhada na Arquidiocese. A juventude não pode ficar alheia a esta proposta e, portanto, também vai propor iniciativas. O encontro sugerido entra como uma destas propostas”, explica.

Em 2016, a Arquidiocese promoveu o Jubileu da Juventude, que reuniu diversas expressões juvenis na cidade de Mariana. Padre Edmar lembra que, já naquela época, havia a ideia de que um encontro deste porte fosse realizado a cada quatro anos. “Portanto, no ano que vem é o período certo para fazer uma nova edição do evento. Desta vez, ele será preparado pela Equipe de Animação Juvenil da Arquidiocese e as diversas expressões juvenis das foranias serão envolvidas”, diz.

 

Reunião

Fez parte da pauta da reunião da Equipe de Animação Juvenil a conversa sobre a articulação dos trabalhos nas foranias desde a primeira reunião, realizada em julho.

O coordenador arquidiocesano de pastoral destaca que, neste reunião, foi possível perceber três pontos: há um anseio nas foranias pela articulação das juventudes; há necessidade de estudar os materiais para formação, como o Projeto Arquidiocesano de Evangelização da Juventude (PAEJU) – ao qual muitos ainda não conhecem –, e a Exortação Apostólica Christus Vivit; e de que a periferia juventude deve ter atenção permanente na Arquidiocese.

“A reunião foi muito proveitosa. Percebi que há um grande entusiasmo dos jovens que estão representando as foranias e que fazem parte da Equipe. Todos eles acreditam na força da juventude que busca seguir a Jesus Cristo”, resume padre Edmar.

Com o objetivo de promover o conhecimento mútuo e formação dos participantes, um encontro com todas as coordenações de movimentos e pastorais ligados à juventude também foi agendado. A reunião acontecerá no dia 2 de maio, em Mariana.

 

Avaliação

O representante da Forania de Alto Rio Doce, Otávio da Silva Meireles, aproveitou para anotar e levar as ideias de outras foranias para a sua. “Por exemplo, vamos fazer um apanhado de todas as expressões que existem nas paróquias, ver todos os grupos que temos, trabalhar o PAEJU. Estou voltando para casa bem esperançoso”, revela.

O assessor da Pastoral da Juventude, padre Luiz da Paixão Rodrigues, que participou como convidado especial, admira a proposta de um trabalho em conjunto e ressalta o aspecto positivo que esta atitude deixa. “Vamos dando um sinal de unidade, de comunhão e um olhar atencioso com a juventude no geral”, opina.

Vinicius da Costa Quintão, do Setor Brás Pires, participou pela primeira vez e demonstra interesse em conhecer a ideia de outros jovens. “É bom saber que estamos unidos em Cristo porque hoje em dia muitos estão afastados. É bom ver um pouquinho de jovens firmes com Jesus e poder ajudar a trazer mais, sermos como um imã, a gente puxa e o jovem fica mais perto de Deus”, diz.

Jessica Beatriz Lucas Pereira, da Forania de Santa Bárbara, vê a Equipe de Animação Juvenil como contribuição para colocar o jovem em ação. “Vamos sair mais animados, com mais projetos. Estamos cheios de trabalho para o próximo ano, espero que possamos trabalhar em união e ver o que podemos fazer para alavancar os próximos passos”.

Robson Oliveira Teixeira, do setor de Entre Rios de Minas, nota o crescimento das discussões já nesta segunda reunião. “Acho que teve um avanço muito grande da primeira reunião para essa e acho que tudo tende a crescer cada vez mais pra desenvolver um trabalho mais bacana”, avalia.

Dionísio Antônio de Souza Faria, da Forania de Rio Pomba, também reconhece as contribuições da Equipe já nestes primeiros meses e reforça que decisões concretas como o Encontro Arquidiocesano são significativas. “Estamos num processo de organização para podermos caminhar juntos no mesmo rumo, mas cada qual na sua modalidade. É chegada a hora de termos conhecimento dos trabalhos realizados e todos serem organizados dentro da realidade arquidiocesana”, afirma.

Agenda