quarta-feira

, 23 de setembro de 2020

Artigo: Como viver o discipulado em tempos de pandemia?

20 de março de 2020

No dia 17 de março de 2020, fomos surpreendidos no Seminário São José da Arquidiocese de Mariana com a notícia de que todos os seminaristas seriam dispensados e deveriam retornar às suas casas imediatamente no dia seguinte. Ao encerrar a Celebração Eucarística na quarta –feira, 18 de março, o Padre José Carlos nos indagou sobre como vivenciar a etapa do discipulado neste tempo em que estaremos em nossas comunidades de origem. E agora, José?

A etapa formativa do discipulado busca favorecer que o jovem seminarista seja introduzidono universo espiritual, vivendo uma relação profunda com Jesus¹. Neste tempo de isolamento social, somos convidados a permanecer, ficar com o Senhor.O nosso ambiente formativo agora será em casa. Devemos fazer dela um verdadeiro campo de missão e oração. Oração pessoal em intenção do povo que tanto sofre com as incertezas dos últimos dias. Oração por aqueles que não possuem moradia digna e saneamento básico para enfrentar esses dias de tensão. Oração pelos profissionais da saúde, homens e mulheres, que noite e dia trabalham para restaurar a saúde do corpo de tantos irmãos e irmãs que sofrem com a suspeita ou a confirmação de ter oCOVID -19.

“Precisamos reencontrar a concretude das pequenas coisas, das pequenas atenções em relação aos que estão próximos, familiares, amigos. Entender que nas pequenas coisas existe o nosso tesouro. Existem gestos mínimos, que às vezes se perdem no anonimato da vida cotidiana, gestos de ternura, de afeto, de compaixão, que, no entanto, são decisivos, importantes. ” (Papa Francisco)

A vida comunitária se volta para o nosso chão sagrado, comunidades e cidades de origem. Neste sentido, não podemos ficar acomodados diante de tudo o que está acontecendo. Da mesma forma com a qual pregamos em nossas comunidades de pastoral, devemos agora levar mensagem semelhante a todos que circundam o nosso convívio social. Mensagem de consolo e prudência. Não podemos nos esquecer de nossa responsabilidade, como bem nos lembra a Campanha da Fraternidade de 2020. É preciso conscientizar sobre o cuidado com a vida, dom e compromisso. ²A evangelização na Igreja também passa pela promoção da vida, sobretudo da vida humana.

Meus irmãos, é lindo de se ver nas redes sociais tantos padres comprometidos com a fé do povo, comprometidos com o Evangelho de Jesus Cristo. Quantas missas celebradas e transmitidas pelas redes sociais. Com a orientação de se suspenderem os atos religiosos, muitos questionaram a Igreja Católica, achando que não acreditamos no amor misericordioso de Deus. Unamo-nos ao Papa Francisco e a tantos padres e bispos que rezam em intenção do povo. O meu convite é para que você e todos nós façamos uso destas ferramentas para que, em pequenos grupos, possamos rezar o Santo Terço e outras orações invocando a proteção da Virgem Maria e do seu Filho Jesus Cristo, para que caminhem conosco e nos ajudema fazer essa travessia com serenidade. “A oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará. ” (Tg 5,15).

São José, esposo da Virgem Maria, pai de Jesus e patrono da Igrejanos abençoe hoje e sempre.

Michel Felipe Gomes

Seminarista – 1º ano da etapa do Discipulado

VEJA TAMBÉM