quinta-feira

, 18 de abril de 2024

Autoridades da Igreja lamentam morte de Papa Emérito Bento XVI 

31 de dezembro de 2022 Arquidiocese

“Nesta manhã de sábado, último dia do ano de 2022, a Igreja viu partir o seu maior teólogo. O mundo recebeu a notícia do falecimento de um dos maiores pensadores da atualidade. Homem que, em sua vida terrena, procurou e propôs os elementos fundamentais para aproximar fé e razão, justiça e caridade, encontro com a Pessoa de Jesus Cristo e presença solidária junto aos seres humanos, mais necessitados. Seu ensinamento buscou a fidelidade incondicional ao Evangelho de Nosso Senhor e o amor operativo à Igreja, esposa de Cristo”, disse Dom Airton José dos Santos, Arcebispo Metropolitano de Mariana. 

Essas foram as palavras do Arcebispo Metropolitano de Mariana, ao falar da morte do Papa Emérito Bento XVI, que faleceu neste sábado, 31 de dezembro de 2022, às 9h34, no Mosteiro Mater Ecclesiae, no Vaticano, onde vivia desde 10 de fevereiro de 2013, quando renunciou ao ministério petrino. 

Vale lembrar que, aos 95 anos, Bento XVI já estava com a saúde muito debilitada. No dia 28 de dezembro, durante a audiência geral no Vaticano, o Papa Francisco pediu orações aos fiéis pela saúde do seu antecessor. Logo após o pronunciamento do Santo Padre, o Vaticano publicou uma nota dizendo que a condição do Papa Emérito era grave, mas estável, e com atenção médica constante. 

Na tarde deste sábado, durante a celebração na Basílica Vaticana, o Santo Padre enfatizou o sentimento de gratidão pelo testemunho de fé e oração do Papa Emérito Bento XVI. 

“Com comoção, recordamos a sua pessoa tão nobre, tão amável. E no coração sentimos tanta gratidão: gratidão a Deus por tê-lo dado à Igreja e ao mundo; gratidão a ele, por todo o bem que fez e, sobretudo, por seu testemunho de fé e oração, especialmente nestes últimos anos de sua vida retirada. Só Deus conhece o valor e a força da sua intercessão, dos seus sacrifícios oferecidos pelo bem da Igreja”, disse Francisco nas Vésperas na Basílica de São Pedro.

O Arcebispo de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor Oliveira de Azevedo, afirmou que Bento XVI deixou lições essenciais para a Igreja e o mundo. 

“Homem de uma fé inabalável, profunda, que o sustentou em cada etapa de sua notável trajetória neste mundo. Sua mente brilhante, de lucidez destacada, o fez referência intelectual, com muitos artigos e livros publicados, contribuindo para o conhecimento mais aprofundado sobre os mistérios da fé. Líder, acolheu a nomeação para ser bispo e, depois, cardeal”, disse.

Em nota publicada pela Arquidiocese de Juiz de Fora, o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, destacou a inteligência privilegiada de Bento XVI colocada a serviço da fé. 

“A nossa Arquidiocese de Juiz de Fora se irmana com toda a Igreja, nesse momento de dor e eleva a Deus, Senhor de nossas vidas, do tempo e da eternidade,  eterna gratidão por aquilo que significou sua vida, sua inteligência privilegiada colocada a serviço da fé, seu pastoreio exercido, com sacrifícios e muito amor, a favor de coisas de Deus, pois sempre se apresentou como ‘Servidor da Verdade’. Descanse em paz, homem santo de Deus”, apontou. 

Igrejas da Arquidiocese de Mariana tocam sinos em homenagem a Bento XVI

Ao meio-dia deste sábado, 31 de dezembro, sinos de diversas igrejas da Arquidiocese de Mariana e do Brasil foram tocados em homenagem ao Papa Emérito Bento XVI, que faleceu na manhã de hoje. Dentre elas, estão a Basílica do Sagrado Coração de Jesus, em Conselheiro Lafaiete (MG), a Igreja Matriz de São Pedro, em Ponte Nova (MG), e a Matriz de Nossa Senhora da Conceição, em Jeceaba (MG). 

Acesse o link e veja o toque de sino na Basílica do Sagrado Coração de Jesus, em Conselheiro Lafaiete (MG). 

Entenda como será o velório do Papa Emérito Bento XVI: 

De acordo com as informações do site “Vatican News”, na próxima segunda-feira, 02 de janeiro, das 9h às 19h, o corpo do Papa emérito estará na Basílica de São Pedro, no Vaticano, para a saudação dos fiéis, e permanecerá no local até o dia 04 de janeiro, das 7h às 19h.

É importante explicar que o funeral será presidido pelo Papa Francisco, na quinta-feira, 05 de janeiro, às 9h30 (horário no Vaticano), na Praça São Pedro. “Ao final da celebração eucarística, terão lugar a ‘Ultima Commendatio e a Valedictio’. O féretro do Papa emérito será levado até à Basílica de São Pedro e, dali, à cripta vaticana para a sepultura”, descreveu o “Vatican News”. 

Vale destacar que é a primeira vez na história da Igreja Católica, que um Santo Padre em vigência, como é o caso do Papa Francisco, presidirá o funeral de outro Papa. Isso somente será possível porque Bento XVI renunciou ao pontificado em 2013 e já não exercia nenhuma função na Igreja. 

 

Foto: CNBB

Texto: Comunicação Arquidiocese de Mariana

Agenda