terça-feira

, 16 de abril de 2024

Beata Isabel Cristina será protetora do Vicariato da Juventude da Arquidiocese de Juiz de Fora

19 de dezembro de 2022

Foto: Luiz Felipe

A força do testemunho de fé da nova Beata brasileira Isabel Cristina Mrad Campos é um exemplo para todos, independente da idade. O Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, anunciou a intenção de colocá-la como protetora e padroeira do Vicariato da Juventude e destacou como que a jovem martirizada aos 20 anos também o inspira no serviço pastoral. A informação foi confirmada no dia 10 de dezembro, em coletiva de imprensa realizada após a celebração com o rito de beatificação.

Segundo o Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, a ideia surgiu durante a cerimônia e acabou confirmada pelo Postulador da Causa de Beatificação, Dr. Paolo Vilotta. Este, após a Eucaristia, sugeriu que a nova beata fosse apontada como Patrona dos universitários, recordando que Juiz de Fora possui milhares de estudantes e que Isabel Cristina, quando martirizada, cursava Medicina.

“Enquanto eu estava na Missa, me veio um pensamento de colocar Isabel Cristina como padroeira do Vicariato da Juventude, criado em Juiz de Fora para trabalhar com todos os jovens. Dentro do Vicariato da Juventude há dois grandes setores: o setor universitário e o setor vocacional”, contou Dom Gil. “O mundo universitário não é fácil. É um mundo bastante difícil de trabalhar com o evangelho e ela deu um testemunho, como universitária, de sua fé católica. Neste ano vocacional acho que é importante que a gente tenha pessoas emblemáticas que possam despertar no coração de todos os jovens o interesse pela fé e pela doação de sua vida”, completou.

Dom Gil Antônio Moreira ainda lembrou do nome do Padre Geraldo Cifani, SVD, grande entusiasta da causa de beatificação da Mártir Isabel Cristina. O sacerdote faleceu em 2012. “Ele, se não foi o primeiro, foi um dos primeiros a levantar esta notícia de que aquilo não era um assassinato apenas, mas era um martírio de fato, porque se tratava de uma jovem totalmente integrada na Igreja. Padre Geraldo Cifani foi importantíssimo nessa causa. Se estivesse vivo hoje, talvez seria o dia mais feliz da vida dele”.

Também participaram da coletiva de imprensa o Arcebispo Emérito de Aparecida (SP), Cardeal Dom Raymundo Damasceno Assis; o Arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Airton José dos Santos; o Arcebispo Emérito de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha; o Postulador da causa de beatificação de Isabel Cristina, Dr. Paolo Vilotta; o Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em Barbacena, Monsenhor Danival Milagres; bem como o tio de Isabel Cristina, Miguel Mrad.

Texto: Arquidiocese de Juiz de Fora e Rádio Catedral de Juiz de Fora

Veja também:

Isabel Cristina é a nova Beata da Igreja

Beatificação de Isabel Cristina “é um não que a Igreja pronuncia ao feminicídio”, afirma Dom Geraldo Lyrio Rocha

Agenda

VEJA TAMBÉM