domingo

, 16 de junho de 2024

Capela centenária de Catas Altas da Noruega é restaurada e entregue à comunidade

06 de setembro de 2023 Arquidiocese

Após dois anos em restauração, a comunidade do Jequitibá, em Catas Altas da Noruega (MG), celebra nesta quinta-feira, 07 de setembro, a cerimônia de reinauguração da Capela de Nossa Senhora dos Remédios. Para marcar esse momento, uma missa em ação de graças será realizada às 18h, seguida do ato civil de entrega das obras.

Festa de Nossa Senhora dos Remédios

Após a entrega, os fiéis da comunidade de Jequitibá já têm um compromisso marcado: celebrarem a padroeira em sua casa recém-restaurada. A festividade, que acontece há 271 anos, é uma das mais antigas da região e de Minas Gerais. Ao longo dos dias 07 a 10 de setembro, celebrações de missas e reza do ofício marcam esse momento.

Já no domingo, dia 10, as festividades começam às 10h com o cortejo do reinado pelas guardas de congado conduzindo os reis, rainhas, príncipes e princesas. Às 11h, ocorre a missa solene no adro da igreja e logo após apresentações culturais e barraquinhas.

Confira a programação completa:

Sobre o templo

Fachada da capela.

A capela tem origem na construção de uma ermida em 1752 pelo Frei Francisco Vieira da Ordem dos Trinitários em honra à Santíssima Trindade e Nossa Senhora dos Remédios. A atual capela foi consagrada em 1767 e está localizada no alto de um morro anunciada por um cruzeiro de madeira. A essa capela acorria a população da região, sobretudo,por ocasião das grandes epidemias e calamidades.

Em meados do século XVIII, a capela do Jequitibá teve como sacerdote o Padre Bento de Souza Lima, político, possuidor de minas de ouro, fundador da cidade de Santa Margarida e primeiro pároco de cidade de Lamim. O fundador, Frei Francisco Vieira de Jesus Maria, pertencia a uma secular ordem religiosa francesa, os Trinitários, criada no século XII, por São João de Mata e São Félix de Valois e que foram os propagadores da devoção a Nossa Senhora dos Remédios. Homem culto e bom pregador, nasceu em Piranga, era irmão de Teresa Ribeiro de Alvarenga, tio e educador do célebre inconfidente Claudio Manoel da Costa.

Os Trinitários

Nominada como Ordem da Santíssima Trindade ou Ordem dos Trinitários tinha o objetivo inicial de resgatar os cristãos cativos no Oriente durante as Cruzadas. No entanto, não dispunham de recursos financeiros para isso. Apareceu então Nossa Senhora aos seus fundadores entregando-lhes uma bolsa cheia de dinheiro, prestando-lhes de modo o “remédio” para suprir aquelas necessidades.

Desde então a Virgem Maria ganhou o título de Nossa Senhora dos Remédios. Nos mais diversos locais onde os Trinitários estiveram exerciam as funções de evangelizar, manter igrejas, cuidar dos doentes e pobres.

Texto: Giovane Neiva para o site Lafaiete Agora

Imagens: Paróquia  de São Gonçalo do Amarante/Divulgação