domingo

, 14 de agosto de 2022

Carta do CLAM aos Cristãos leigos e leigas da Arquidiocese pelo Dia do Leigo

16 de novembro de 2016 Arquidiocese

Conselho do Laicato da Arquidiocese de Mariana (CLAM) saúda os Cristãos leigos e leigas da Arquidiocese de Mariana pelo Dia do Leigo

“Vós sois o sal da terra. Vós sois a luz do mundo” ( Cf Mt 5, 13-16)

É com muita alegria que, neste dia em que comemoramos Cristo como o Rei do Universo, o Conselho do Laicato da Arquidiocese de Mariana (CLAM) saúda você, querido(a) cristão(ã) leigo e leiga de nossa Arquidiocese de Mariana, pelo seu dia, pelo Dom de sua Vida doada a serviço da Igreja e da Sociedade.

Pelo batismo somos vocacionados à Vida e à Missão de contribuir para a edificação do Reino de Deus, que é o Reino da Justiça, da fraternidade e da Paz. Nosso Rei se fez pobre; e é seguindo o seu exemplo de despojamento que devemos trabalhar para que este Reino se torne presente na vida de nossos irmãos e irmãs.

Ao nos apresentar o seu projeto do Reino, Jesus nos dá pistas de como agir para ajudar na sua implantação: “Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se tornar insosso, com que salgaremos? Ele não servirá para mais nada, senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não pode ficar escondida uma cidade construída sobre um monte. Ninguém acende uma lâmpada e a coloca debaixo de uma vasilha, mas sim num candeeiro, onde ela brilha para todos os que estão em casa. Assim também brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus” (Mt 5, 13-16)

Sendo sal, na dosagem correta, daremos sabor à vida de tantos que perderam o gosto de viver: marginalizados, excluídos, depressivos, tristes e abatidos; Sendo luz, com a intensidade necessária, seremos faróis a guiar aqueles que não encontram o sentido da vida: drogados, prostituídos, afastados, doentes, esquecidos.

Agindo desta maneira, na Igreja e na sociedade, é que iremos construir uma sociedade justa e fraterna. E é justamente isto que muitos leigos e leigas têm sido em nossas comunidades, no chão sagrado de nossa Arquidiocese: sal e luz.

Não percamos o brilho, não percamos o sabor. Mesmo em tempos difíceis, sigamos firmes com nosso trabalho, tendo Cristo, aquele que é Rei do universo, mas se fez lavador de pés, servidor dos pobres e promotor da vida, como modelo a ser seguido.

Recebam o fraterno abraço dos membros da Coordenação do Conselho do Laicato da Arquidiocese de Mariana.

Na ternura e no Serviço,

Fábio Antônio da Silva – Presidente do Conselho do Laicato da Arquidiocese de Mariana (CLAM)

Pe José Antônio de Oliveira – Assessor do Conselho do Laicato da Arquidiocese de Mariana (CLAM)

Agenda