domingo

, 07 de agosto de 2022

Catequistas participam de Encontro do Regional Leste 2

02 de setembro de 2019 Arquidiocese

Duas representantes da Equipe Arquidiocesana de Animação Bíblico Catequética da Arquidiocese de Mariana estiveram presentes no Encontro Regional de Coordenadores Diocesanos de Caquese do Regional Leste 2 da CNBB. Sueli de Fátima da Silva, da Paróquia São João, de Conselheiro Lafaiete, e Cláudia Susana Cristino, da Paróquia Santa Efigênia, de Ouro Preto, participaram do evento realizado na Casa de Retiros São José, em Belo Horizonte, de 15 a 18 de agosto, com o tema “Tornar-se alimento: um itinerário Bíblico-Eucarístico de conversão”.

Com o objetivo de atualizar os catequistas sobre as novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE) e o resultado do Sínodo da Juventude, o encontro contou com a presença do presidente da Comissão Bíblico-Catequética no Regional Leste 2 e Bispo da Diocese de Itabira/Coronel Fabriciano, Dom Marco Aurélio Gubiotti, e do secretário executivo de Campanhas da CNBB, Padre Patriky Samuel Batista, que ministrou uma palestra sobre as DGAE ligando-as com a Catequese.

“O Encontro foi um momento de reencontro, reflexão, descobertas e muito aprendizado! Dentre tantas aprendizagens, o estudo dos temas, as abordagens feitas pelos assessores, as palavras daqueles que foram nos ver (Inês Broshuis, Dom Joaquim Mol) e das pessoas da Equipe do Leste 2 levaram-me a uma interiorização, uma revisão e conversão do meu Ser Catequista. Da importância de alimentar o meu ardor missionário e a urgência de levar o Alimento, que é o próprio Jesus Cristo, a todos!”, relata Cláudia.

Sueli ressalta que, para ela, o encontro deixou como fruto a mensagem de “atualizar sempre”. “Foi um momento em que pudemos atualizar a nossa formação dentro das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil. Fomos convidados a esvaziar-se para poder pensar a nossa missão e ver que o contexto que estamos vivendo não admite termos uma pequena formação, temos que ir além do que conhecemos para tentar atender as demandas do século XXI. O tema central me deixou muito incomodada e inquieta. O assessor foi muito feliz na sua fala, deu a visão geral da Eucaristia como alimento, usando várias metáforas como ser alimento na vida do outro. Foi muito forte quando ele disse que o catequista é alimento na vida do seu catequizando”, diz.

Com informações do Leste 2 e Equipe Arquidiocesana de Animação Bíblico Catequética
Foto: Leste 2

Agenda