quarta-feira

, 19 de junho de 2024

Começa nesta quarta-feira o tríduo da 5ª Romaria das Águas e da Terra da Bacia do Rio Doce

15 de julho de 2020 Arquidiocese

Começa nesta quarta-feira (15), às 19h, o tríduo da 5ª Romaria das Águas e da Terra da Bacia do Rio Doce. O primeiro dia de oração será conduzido pela Arquidiocese de Mariana e terá como tema “Igreja e Mineração, uma questão espiritual e de justiça socioambiental”.  O tríduo será transmitido pelas páginas no facebook da Arquidiocese e Cáritas Minas Gerais.

Na quinta-feira (16), segundo dia, os cristãos leigos e leigas são convidados a meditar sobre a Igreja e Mineração, uma questão espiritual por uma Ecologia Integral com a Diocese de Valadares e Caratinga. Na sexta-feira (17), terceiro dia, será a participação da Diocese de Itabira – Coronel Fabriciano, onde será abordada Igreja e Mineração, uma questão espiritual, lugar de vivência da justiça do reino. No domingo, dia 19 de julho, uma missa presidida pelo bispo da Diocese de Guanhães, Dom Otacílio Ferreira, direto da Catedral de Guanhães às 10h, encerrará a programação. 

Neste ano, a Romaria tem como tema “Bacia do Rio Doce, nossa Casa Comum” e lema “Aos pés do Bom Jesus, cuidar da Mãe Terra, das Águas e da Vida”. Ela também celebrará os 5 anos da Carta Laudato Si, do Papa Francisco.

Oração para a 5ª Romaria das Águas e da Terra

Ó Bom Jesus, aos vossos pés, colocamo-nos, confiantes, para celebrar a 5ª Romaria das Águas e da Terra da Bacia do Rio Doce. Acolhidos em vosso Santuário, em Conceição do Mato Dentro, trazemos a dor e o sofrimento de nossos irmãos e irmãs, diante dos desmandos da mineração, do agronegócio, dos mono cultivos e do consumismo desenfreado, que ceifam vidas, levam, à exaustão, os bens da natureza, poluem a terra, destroem matas e rios, escravizam a mão de obra humana e alimentam uma economia a serviço do lucro e não da vida e dos povos.

Sob a Vossa graça e bênção, fortalecem nossas esperanças e lutas, o testemunho de tantos profetas e profetizas, de ontem e de hoje, de perto e de longe, os discípulos missionários que doaram suas vidas no anúncio do Evangelho da Vida, na defesa dos povos e do meio ambiente.

Dai-nos coragem, discernimento e perseverança, para responder, à altura, aos muitos desafios a serem enfrentados no compromisso com a vida, a dignidade e a justiça.

Fazei-nos, ó Bom Jesus, instrumentos vossos a serviço da ecologia integral, guardiões da Casa Comum, para realizar vosso Plano de Amor, no cuidado com a Mãe Terra, com as Águas e com a Vida, em prol da regeneração de nossa Bacia do Rio Doce e da construção da sociedade do bem viver e do conviver, sinal do Vosso Reino de Vida, Verdade, Justiça e Paz. Amém!