terça-feira

, 09 de agosto de 2022

Comenda Dom Luciano: homenageados recebem medalhas em Mariana

28 de agosto de 2019 Arquidiocese

Três pessoas e duas instituições foram agraciadas com a Comenda Dom Luciano, na noite da última terça-feira (27), data do falecimento do Servo de Deus. Promovida pela Faculdade Dom Luciano Mendes, a outorga aconteceu no Centro Cultural Arquidiocesano Dom Frei Manoel da Cruz, antigo Palácio dos Bispos, em Mariana, após a celebração no Santuário Nossa Senhora do Carmo, presidida pelo arcebispo de Mariana, Dom Airton José dos Santos, e concelebrada por alguns padres. A cerimônia encerrou as atividades da 2ª Semana Dom Luciano.

Ana Martins Godoy Pimenta, Hebe Maria Rôla dos Santos, Solange Ribeiro dos Santos, Conselho Metropolitano de Ouro Preto da Sociedade São Vicente de Paulo e Gráfica e Editora Dom Viçoso foram os homenageados desta 12ª edição. Jair Duarte Ferreira, gerente da Gráfica, agradeceu em nome dos cinco, destacando a importância desta homenagem gerar frutos e transmitir a mensagem essencial de seguir o modelo de Dom Luciano. “Que a marca que ele deixou entre nós permaneça e que possamos no dia a dia dar continuidade a tudo que ele praticou em vida”.

Dom Airton ressaltou que receber a Comenda é também uma missão para levar a mensagem de Dom Luciano adiante. “Dona Hebe disse que acaba sendo um peso receber a comenda e é verdade. Não é apenas um sinal e lembrança, é uma responsabilidade: apresentar a pessoa de Dom Luciano para todos os outros”, lembrou.

O Diretor da Faculdade Dom Luciano, padre José Carlos dos Santos, anunciou que a outorga faz parte também da comemoração do aniversário de Fundação da Faculdade, que completou 13 anos. “Todos vocês de acordo com o próprio carisma e área de atuação destacam-se pela responsabilidade social e pelo mérito educacional. Sentimo-nos honrados por recebê-los neste ato comemorativo e desejamos que a celebração da vida e obra de dom Luciano fortaleça em nós a motivação para continuidade das ações disseminadas por cada um, e suas instituições, que nesta noite são homenageados”.

A mesa da cerimônia foi composta pelo arcebispo de Mariana, Dom Airton José dos Santos, pelo vigário geral da Arquidiocese, monsenhor Luiz Antônio Reis Costa, pelo diretor geral da Faculdade Dom Luciano, padre José Carlos dos Santos, pelo diretor Diretor do Instituto de Filosofia São José, padre Euder Daniane Canuto Monteiro e pelo Diretor da Dimensão Acadêmica das Casas de Formação do Seminário São José, padre Adilson Luiz Umbelino Couto.

Homenageados

Ana Martins Godoy Pimenta é presidente da Associação do Acolhimento dos Dependentes Químicos e Familiares e ex-coordenadora da Pastoral da Sobriedade Nacional. Hebe Maria Rôla dos Santos é professora, escritora e poeta marianense. Solange Ribeiro dos Santos foi por 31 anos professora alfabetizadora e, atualmente, é coordenadora da Comunidade da Figueira, que atende pessoas com deficiências que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

O Conselho Metropolitano de Ouro Preto da Sociedade São Vicente de Paulo, representado na cerimônia pelo seu presidente, César Custódio da Silva, foi fundado em 1915, com a missão de servir os mais pobres, inspirados no seu patrono, São Vicente de Paulo. A Gráfica e Editora Dom Viçoso, representada pelo seu gerente, Jair Duarte Ferreira, foi fundada em 1959 por Dom Oscar de Oliveira e tem como missão contribuir na transmissão do Evangelho e oferecer produtos que facilitem a Obra Evangelizadora da Igreja.

A coordenadora da Comunidade da Figueira, Solange Ribeiro dos Santos, diz não ter palavras para expressar a alegria em ser homenageada com a comenda. “Não me achava digna, como eu poderia ser escolhida dentre tantas pessoas maravilhosas na cidade?”, questionou. Ela ressalta que viu a comenda como uma troca de carinho. “As poucas vezes que participei nas reuniões com Dom Luciano, como integrante da Pastoral da Juventude, eu lembro dele falando isso: faça o outro feliz para você ser feliz. Eu tenho muito isso dentro do meu coração, sou professora do primário, amo de paixão minha pofissão e hoje com 4 anos dentro da Comunidade da Figueira eu sinto que minha missão é fazer o próximo feliz, como Dom Airton falou: agora a responsabilidade aumentou. E, realmente, assim que ele colocou a medalha em meu peito, eu senti: sou capaz, eu vou dar conta porque eu não faço nada sozinha, é para o próximo”, conta.

Homilia

​“Há homens e mulheres que foram colocados por Deus em torno de nós para nos ajudar, por isso pedimos a intercessão dos santos, porque eles podem nos ajudar. Já estão diante de Deus contemplando-o face a face e podem interceder e nos inspirar. Que seja assim também com nosso querido Dom Luciano”, disse Dom Airton na homilia da missa que antecedeu a cerimônia de Outorga da Comenda.

O arcebispo ressaltou que Dom Luciano não deve ser um sinal apenas para a Arquidiocese, mas para toda a Igreja e lembrou que não se pode ceder a tentação de se acomodar por termos exemplos como de Dom Luciano em nosso meio. “Quando nós pensamos assim, numa pessoa com a qual nós convivemos, conversamos, partilhamos as coisas, nós temos a tentação de achar que tudo está bom por causa da pessoa. Não, nós temos que fazer o bem também, temos que trabalhar”.Dom Airton também convidou os fiéis a buscarem a santidade. “Nós temos que nos alegrar, a Arquidiocese de Mariana é um celeiro de santidade, nós temos 8 candidatos a santos – aqueles que nós sabemos e os santos que ainda não conhecemos?”, interrogou, antes de reforçar que “a santidade não é pra algumas pessoas, é para todos nós batizados, todos nós devemos buscar viver santamente. Isso significa viver o amor a Deus e ao próximo”.

Agenda