sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

“Como estamos transmitindo a fé católica aos pequenos?”, questionou Dom Airton na Solenidade de Nossa Senhora Aparecida

14 de outubro de 2019 Arquidiocese

O arcebispo de Mariana, Dom Airton José dos Santos, levou os fiéis que participaram da Solenidade de Nossa Senhora Aparecida, na igreja matriz da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Mariana, a refletirem sobre como estão se dedicando a educação católica das crianças. No dia também dedicado aos pequenos, Dom Airton ressaltou a necessidade de se atentar a transmissão da fé desde cedo.

“Educação a gente recebe, não nasce com a pessoa, temos um ditado que diz que ninguém nasce sabendo. As crianças aprendem tudo vendo e ouvindo a nós, adultos. O modo que elas são tratadas pelos pais é o modo como elas serão adultas. Temos que ter muito cuidado, na formação, na educação, no acompanhamento, para que no futuro elas sejam homens e mulheres de bem”, exortou o arcebispo.

Reconhecendo a atitude dos que levaram as crianças a missa, Dom Airton agradeceu aos pais, ressaltando que é desde pequenas que elas precisam aprender como se faz para louvar e agradecer a Deus. “No começo a criança fica assustada, acha que tem muita gente. Mas ela tem que se acostumar a estar na igreja, a estar na missa. E se ela não vier com os pais, nunca vai aprender. [..] Muito obrigado aos pais que trouxeram e trazem seus filhos, não só hoje, claro, mas todo domingo”.

 

Mariana e Nossa Senhora

Dom Airton começou a homilia lembrando da forte ligação da cidade de Mariana com a descoberta da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Contando a história do Conde de Assumar, governador da província de Minas Gerais que residia em Mariana, o arcebispo lembrou que foi a pedido dele, em uma viagem de volta a cidade, quando passava por Guaratinguetá (SP), que os três pescadores saíram para pescar peixes.

“Não era época de pesca. Mas ele queria comer peixe no almoço. Três pescadores foram chamados, os melhores, e disseram: olha vocês encontrem um jeito de encontrar peixe porque o governador quer. E eles foram para o Rio Paraíba, jogaram a rede, duas vezes, nada, três vezes, nada. Um montão de vezes e não tinha peixe. E ficaram preocupados. ‘O que vamos fazer?’. Insistiram e jogaram mais uma vez, puxaram e veio um pedaço de uma imagem de Nossa Senhora da Conceição e jogaram outra vez e veio o outro pedaço. Eles viram que a imagem estava quebrada, ajuntaram os pedacinhos da imagem e jogaram a rede de novo:  pescaram muitos peixes”, contou.

 

Celebração em outros locais da Arquidiocese

 Em Teixeiras, Região Pastoral Mariana Leste, a comunidade de Estiva participou da missa celebrada pelo administrador paroquial da Paróquia Santo Antônio, padre Francisco Maria de Castro Moreira, realizada após o café comunitário organizado pelos fiéis, que chegaram ao local depois da caminhada que partiu da igreja matriz até a Estiva. Durante o percurso, padre Francisco conduziu o grupo rezando e abençoando as comunidades existentes ao longo do trajeto. Na parte da tarde, a comunidade do Coqueiro participou da missa celebrada pelo vigário paroquial da Paróquia Santa Rita de Cássia, de Viçosa, padre Daniel Júnior dos Santos.

Em Monsenhor Horta, distrito de Mariana, a comunidade de Ponte do Gama, atingida pelo rompimento da barragem de Fundão, há 4 anos, celebrou a festa de sua padroeira acompanhada dos 40 peregrinos que caminharam 14km e meio, saindo do distrito de Monsenhor Horta, até a igreja. “Neste ano, a comunidade rezou a novena em preparação para a festa e pôde prestar sua homenagem acompanhada dos 40 peregrinos, pedindo a intercessão de Nossa Senhora em suas vidas”, ressalta o pároco, padre Alex Martins de Freitas.

Na cidade de Conselheiro Lafaiete, a Paróquia de São Sebastião também realizou a novena em louvor a Nossa Senhora Aparecida. O pároco, padre Daniel Marcos Lima, celebrou com a comunidade de Nossa Senhora Aparecida e os devotos no dia 12. Na celebração, o presbítero levou todos a entoarem com a alma, com o coração e com a voz  louvores à Mãe de Deus. 

Em Divinésia, cerca de 4 mil romeiros participaram das celebrações de Nossa Senhora Aparecida. As missas foram presididas pelo pároco, padre Antonio Carlos M Ribeiro, na Gruta de Nossa Senhora Aparecida, localizada na MG 124, KM 15.

 

 

Agenda