quinta-feira

, 13 de junho de 2024

Comunidade de Santa Rita de Cássia, em Mariana, celebra sua padroeira

28 de maio de 2024 Arquidiocese

A Comunidade de Santa Rita de Cássia, pertencente à Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Mariana (MG), celebrou durante os dias 22 e 25 de maio as festividades em memória de sua padroeira.

A programação foi realizada com o tríduo preparatório, em celebrações presididas pelo Pároco, Padre Geraldo Luzia do Carmo, e o Vigário Paroquial, Padre Rogério Augusto de Oliveira, que ajudaram a refletir, por meio da liturgia, a vida e testemunho de Santa Rita de Cássia. 

No sábado, dia 25, as festividades encerraram com uma procissão motorizada, que percorreu pela cidade de Mariana. Durante o percurso, a imagem de Santa Rita foi aclamada por diversas pessoas, em vários bairros da cidade. Pela noite, concluiu-se com uma missa festiva e uma pequena procissão luminosa.

As festividades tiveram um grande número de fiéis, que expressaram com fé e devoção, o carinho pela padroeira, com cânticos, orações e velas.

As comemorações na comunidade datam já 20 anos, como contou a catequista Mislene Silva. “Minha ligação à Santa Rita de Cássia se deu após o nascimento do meu segundo filho, Rafael, quando mudei com minha família para o bairro. Naquela época, ainda não tinha capela e as celebrações aconteciam na rua ou nas residências das pessoas que se dispunham para acontecer. Moro bastante tempo neste bairro e tenho um apreço por essa comunidade e essa devoção, que não tenho palavras para descrever. Temos nossa capela, com celebrações e outras atividades, graças ao empenho de muita gente e, em especial, do Padre Paulo Barbosa, que se dedicou na edificação da capela”, contou.

Na avaliação do Coordenador do Conselho de Pastoral da Comunidade, Weber Ramos, a festa foi participativa, bonita e simples. “Celebrar a padroeira é de grande importância, pois o bairro é dedicado a Ela. Por toda sua história de fé em meio ao sofrimento, foi digna todas as homenagens realizadas, e que possamos fazer ainda mais nos outros”, disse.

Isabel Azevedo, atuante nos movimentos de pastoral da comunidade, também relatou sua alegria em celebrar mais uma festa em honra à padroeira. “Celebrar Santa Rita de Cássia é poder reviver toda sua história desde infância até o triunfo para a santidade”, afirma.

Para ela, é uma alegria festejar a padroeira, pois relata, um pouco, “histórias de mulheres guerreiras e de fé que por aqui passaram e nos ensinaram com amor”. “A devoção e todo afeto que dedicamos à Santa Rita [é] pela humildade, obediência, paciência e caridade que ela teve com todos a sua volta. O coração chega a saltitar de tanta alegria por ser devota de uma santa tão querida e amada por toda comunidade”, ressaltou Izabel.

Texto: Clécio Santos
Fotos: Pedro Henrique Hudson e Facebook