sexta-feira

, 12 de julho de 2024

Comunidades são convidadas a refletirem sobre o livro de Ezequiel no Mês da Bíblia 2024

22 de fevereiro de 2024 Igreja no Brasil

A Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apresenta o subsídio que orientará o caminho da Igreja no Brasil, em setembro, mês da Bíblia. As comunidades são convidadas a refletirem sobre o Livro de Ezequiel iluminadas pelo lema “Porei em vós meu espírito e vivereis” (cf. Ez 37,14). São oferecidos como materiais de apoio o texto-base e um livreto com encontros bíblicos.

O presidente da Comissão, Dom Leomar Antônio Brustolin, salienta que a celebração do Mês da Bíblia, em todo o Brasil, é expressão de sinodalidade. “Cada comunidade, a seu modo, unida às outras no propósito comum de tornar a Palavra de Deus conhecida, rezada, meditada e, principalmente, anunciada pelo testemunho autêntico de tantos fiéis comprometidos e encantados pela Escritura”, diz.

Dom Leomar afirma que, ao refletir sobre o testemunho do profeta Ezequiel, pode-se responder ao convite feito pelo Papa Francisco à preparação para o Jubileu 2025. “O convite para que sejamos peregrinos de esperança nos faz ser como Ezequiel: arautos da esperança em meio àqueles que, porventura, possam ter se esquecido de Deus ou perdido o seu caminho”.

“Espero que este Mês da Bíblia possa ser mais um marco na caminhada evangelizadora e missionária de nossa comunidade, fazendo brilhar a luz da Palavra de Deus, que convida à esperança e ensina a direção para voltar a Deus, experimentando suas maravilhas já sinalizadas por nós”, finalizou dom Leomar.

Para além do texto-base, que traz reflexões e um contexto histórico e panorâmico do Livro de Ezequiel, a Comissão também elaborou encontros bíblicos, com cinco encontros, que permitem um contato profundo e orante com a Palavra de Deus contida no livro, sempre a partir do método da lectio divina.

“A estrutura dos encontros busca oferecer ao grupo não um espaço de discussão ou de aprendizado intelectual, mas de escuta profunda do Senhor e contemplação de sua Palavra, que nos permite discernir novas direções e nos convida à conversão”, explica dom Leomar.

Os materiais estão disponíveis no site da Edições CNBB.

Texto e imagem: CNBB