sábado

, 20 de abril de 2024

Cônego Nedson é empossado Reitor da Basílica de Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas

20 de setembro de 2022 Arquidiocese

Na última sexta-feira, 16 de setembro, às 19h, aconteceu a Santa Missa de posse canônica do Cônego Nedson Pereira de Assis como Reitor do Basílica do Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas (MG).  A celebração foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Airton José dos Santos, e contou com a presença de vários sacerdotes do Clero Marianense.

Em sua homilia, Dom Airton José fez referência aos dois mártires da Igreja que tiveram suas memórias celebradas naquele dia: São Cornélio, Papa e São Cipriano, Bispo. Em sua pregação, ele destacou que os santos lutaram incansavelmente pela unidade do povo e deixaram para os féis um testemunho belo de fé, entrega e doação da própria vida em favor da Igreja.

Ainda em sua pregação, o Arcebispo Metropolitano de Mariana, ao lembrar que o Santuário Arquidiocesano do Bom Jesus de Matosinhos foi reconhecido pela Igreja como um local de devoção, enfatizou que o Cônego Nedson, enquanto Reitor da Basílica, tem a missão de acolher a todas as pessoas que passarem por esse templo, anunciando o Evangelho.

Outro ponto destacado por Dom Airton foi a responsabilidade que o novo Reitor assume de cuidar do patrimônio histórico local, que é um bem da Igreja, mas principalmente da fé perpetuada pela sociedade. “Essa responsabilidade […] é grave, grave no sentido que é uma responsabilidade que exige compromissos. Portanto, o Reitor desse santuário deve contar com a colaboração e ajuda de tanta gente”, disse o Pastor desta Igreja Particular, recordando que essa parceria é mútua entre a Igreja, os fiéis católicos e o poder público.

Ao final da Santa Missa, Cônego Nedson agradeceu as homenagens prestadas, saudou as autoridades presentes, aos fiéis, familiares e amigos. “Ao assumir Reitoria da Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas, rendo graças a Deus pela vida que Ele me concedeu. Desde o ventre de minha mãe, o Senhor me ungiu, me consagrou e me chamou a vida; a viver a plenitude de sua graça e do seu amor no cotidiano. A viver a plenitude do seu amor por meio do ministério sacerdotal. Diante de tamanha bondade de Deus Pai, a resposta não pode ser outra a não ser: ‘aqui estou, envia-me’”, disse.

Fotos: Reprodução Web TV Congonhas

Veja também:

Presença dos fiéis marca o último dia da festa em honra ao Bom Jesus em Congonhas

Agenda