sábado

, 25 de maio de 2024

Congonhenses debatem Campanha da Fraternidade 2023 na Câmara Municipal

27 de março de 2023

No dia 24 de março, as três paróquias de Congonhas e a Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos debateram sobre Campanha da Fraternidade deste ano, que tema como tema “Fraternidade e Fome”. A atividade aconteceu na Câmara Municipal e contou com a participação dos expositores Luís Carlos Fernandes e Fátima Sabará.

Em sua fala, Luís Carlos lembrou os números da fome no Brasil e mostrou a injustiça de 33 milhões de famintos num país que está entre os maiores produtores de alimento do mundo. Ele ainda defendeu uma fé comprometida, fazendo memória de Dom Luciano que, em reunião com altas autoridades para recuperação de templos históricos, disse que “aqui estão os anjos gordinhos, mas crianças passam fome lá fora”.

Durante sua exposição, Fátima Sabará apontou vários exemplos indicados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para o combate à fome, entre os quais a participação em Conselhos e a presença do cristão na política partidária.

À ocasião, Fátima também recordou a importância da Agricultura Urbana em Congonhas, uma parceria entre o Movimento Atingidos por Barragens (MAB) e as comunidades, que ajuda na produção de alimento saudável e organização popular. Contou ainda da distribuição de alimento doado pelo Restaurante Parada de Minas que acontece há dois anos. Esse trabalho é feito pelas igrejas, vicentinos e MAB.

Durante o debate, o Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, Padre Paulo Barbosa, sugeriu que a coleta da Campanha da Fraternidade deste ano continua um Fundo para apoiar essas iniciativas.

Ao final, Rodolfo fez convite para Assembleia Geral do Fórum Popular Permanente que se realizará no dia 28 de março, terça-feira, às 19h, na sede do Sindicato Metabase. Em debate estará o Projeto de Iniciativa Popular para instituição de Orçamento Municipal Participativo.

A proposta é fazer abaixo-assinado em todos os bairros e comunidades no primeiro semestre para ajudar o povo a colocar suas necessidades reais no orçamento de 2024. “O abaixo-assinado é uma boa desculpa para trabalho de base permanente”, afirmam os organizadores.

O Fórum Popular Permanente é composto por igrejas, movimentos sociais e populares, sindicatos, partidos e associações. Seu objetivo é luta unitária em torno de bandeiras comuns.

Texto: Padre Antônio Claret Fernandes

Foto: Terezinha

VEJA TAMBÉM