sexta-feira

, 14 de junho de 2024

Definidos tema e lema da 31ª Romaria dos Trabalhadores e Trabalhadoras

14 de fevereiro de 2023 Arquidiocese

Os organizadores da 31ª Romaria dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Arquidiocese de Mariana definiram, nesta segunda-feira, 13 de fevereiro, o tema e o lema da Romaria que se realizará, no dia 1º de Maio, na cidade de Teixeiras (MG), Região Pastoral Mariana Leste. Após longo debate e considerando todo o contexto em que se dará a Romaria, os organizadores decidiram que o tema será “Trabalhadoras e Trabalhadores com fome e sede de justiça lutam por libertação” e o lema “A natureza está doente, não seja indiferente!”.

Esta foi a segunda reunião em preparação à Romaria. A primeira aconteceu no dia 31 de janeiro, também em Teixeiras, local escolhido para a celebração do dia dos trabalhadores e trabalhadoras na Arquidiocese de Mariana. Na reunião, foram formadas também seis equipes de trabalho para preparar a Romaria que, neste ano, espera receber cerca de mil pessoas. Foram constituídas as equipes de Liturgia, Infraestrutura, Alimentação, Divulgação/Mobilização, Acolhida e Animação.

“Conseguimos avançar bastante nos preparativos de nossa 31ª Romaria. A presença de mais de 40 pessoas nesta reunião nos enche de esperança e nos dá a segurança de que teremos uma grande Romaria”, avaliou o Coordenador Arquidiocesano da Dimensão Sociopolítica, Padre Geraldo Martins Dias.

Padre Geraldo recordou que, entre os objetivos da Romaria, está o de mostrar o esforço da Igreja em se colocar ao lado da classe trabalhadora e de seus desafios, além de ajudar a classe trabalhadora a perceber a força da espiritualidade libertadora na sua luta por justiça. “É objetivo da Romaria, ainda, reconhecer a importância da luta dos trabalhadores e trabalhadoras na busca de um mundo justo e fraterno, bem como ajudar na união em torno de bandeiras comuns”, acrescentou.

Memória das Romarias

A primeira Romaria dos Trabalhadores e Trabalhadoras foi realizada em 1991, em Urucânia (MG), como gesto concreto da Campanha da Fraternidade daquele ano que debateu a questão do trabalho com o lema “solidários na dignidade do trabalho”. Após ser realizada durante 15 anos seguidos em Urucânia, a Romaria se tornou itinerante já tendo sido acolhida por Viçosa (duas vezes), Barbacena, Conselheiro Lafaiete, Piranga, Granada, São Brás do Suaçuí, Congonhas (2018), Carandaí (2019) e Acaiaca (2022).

Conduzida pela Dimensão Sociopolítica da Arquidiocese de Mariana, a Romaria é organizada pelas lideranças de pastorais e de organizações sociais e populares, associações, sindicatos, dentre outros parceiros. O processo de sua preparação se dá por meio de reuniões mensais no local que a sediará, envolvendo a comunidade local e discutindo, coletivamente, todos os detalhes que implicam sua realização.

Por causa da pandemia, a Romaria foi suspensa em 2020 e 2021, retornando no ano passado, sendo realizada em Acaiaca (MG). Em 2021, a equipe organizadora promoveu uma celebração virtual da data.

Texto e foto: Pastoral da Comunicação da Paróquia São João Batista, em Viçosa (MG)