sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

Dia Mundial da Paz 2022 terá como tema “Educação, trabalho, diálogo entre as gerações”

16 de novembro de 2021 Igreja no Brasil

Como podemos construir hoje uma paz duradoura? No tema da próxima Mensagem para o Dia Mundial da Paz, em 1º de janeiro de 2022, o Papa identifica três contextos de extrema atualidade sobre os quais refletir e agir. Daí o título: “Educação, trabalho, diálogo entre as gerações: instrumentos para a construção de uma paz duradoura”.

Após o percurso da “cultura do cuidado” proposto em 2021 para “erradicar a cultura da indiferença, do descarte e do conflito, que hoje muitas vezes parece prevalecer”, para o próximo ano Francisco – como anunciado em uma declaração do Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral – propõe uma leitura inovadora que responde às necessidades dos tempos atuais e futuros. O convite através deste tema é portanto – como o Papa já disse em seu discurso à Cúria Romana por ocasião das saudações de Natal de 21 de dezembro de 2019 – para “ler os sinais dos tempos com os olhos da fé, para que a orientação desta mudança desperte novas e velhas questões com as quais é justo e necessário confrontar-se”.

E assim, partindo dos três contextos identificados, pode-se perguntar, como a instrução e a educação podem construir uma paz duradoura? O trabalho no mundo responde mais ou menos às necessidades vitais dos seres humanos de justiça e liberdade? E por fim, se as gerações são realmente solidárias entre si? Será que acreditam no futuro? E se e até que ponto o governo das sociedades consegue estabelecer, neste contexto, um horizonte de pacificação?

Recordamos que Dia Mundial da Paz foi estabelecido pelo Papa Paulo VI em sua mensagem de dezembro de 1967 e celebrado pela primeira vez em janeiro de 1968. No tema a Guerra do Vietnã e o pedido de um cessar-fogo do conflito que tinha iniciado em 1955.

Texto: Gabriella Ceraso – Vatican News

Imagem: Vatican News

Leia aqui outras notícias da Igreja no Brasil e no Mundo

 

Agenda