segunda-feira

, 20 de maio de 2024

Dimensão Sociopolítica se prepara para os seus próximos eventos

26 de agosto de 2019 Arquidiocese

Em reunião no último sábado (24), a Dimensão Sociopolítica da Arquidiocese de Mariana definiu os últimos detalhes dos próximos eventos programados para o mês de setembro: Grito dos Excluídos, no dia 7, em Congonhas, e Fórum Social pela Vida, de 26 a 29, em Barão de Cocais.

“Estamos enviando as cartas para as paróquias com as últimas informações do Grito. Os jornais e cartazes já foram enviados. Lembrando que esse sistema injusto e intolerante não vale. Queremos uma consciência que nos mova sempre mais para ter a vida em primeiro lugar”, afirma o coordenador da Dimensão Sociopolítica, padre Marcelo Santiago.

Este ano, a concentração será às 7h perto da Capela Santa Luzia, no bairro Residencial, que fica próxima a barragem da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). “Nós queremos viver uma solidariedade com aqueles que em princípio são vítimas, são atingidos em potencial, caso haja o rompimento dessa barragem em Congonhas”, explica o padre. Após as falas, haverá a celebração da missa e, em seguida, a caminhada até o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos. “Teremos um momento de ação de graças, de súplicas, confiando os nossos trabalhos ao Bom Jesus, de braços abertos na cruz. Ele nos acolhe e nos ensina também a nos doarmos mais para fazer com que todos tenham vida, vida em abundância e vida plena”.

Em relação ao Fórum, padre Marcelo lembrou que ainda há tempo para as inscrições. “Queremos preencher tudo aquilo que foi pensado: 600 lideranças participantes, mais os de nível local em Barão de Cocais que estarão nos ajudando nas várias equipes constituídas”.

Comissão do Meio Ambiente

Outro ponto da pauta foi a discussão de mecanismos para consolidar a Comissão do Meio Ambiente da Arquidiocese. Na Assembleia Arquidiocesana realizada em julho, a Dimensão elegeu os nomes que constituirão a comissão. “Agora estamos agendando reuniões para que possamos alinhavar o processo a partir da diocese, que fortalece toda a caminhada da nossa Bacia do Rio Doce. É importante essa comissão para que, inspirados no Papa Francisco, nós trabalhemos por uma ecologia integral que tem em conta o ser humano e o meio ambiente”, pontua.

 

Agenda