segunda-feira

, 04 de março de 2024

Dom Airton participa das comemorações jubilares da Arquidiocese de Pouso Alegre

20 de setembro de 2022 Arquidiocese

O Arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Airton José dos Santos, presidiu nesta segunda-feira, 19 de setembro, a celebração do quarto dia da Semana Jubilar em comemoração aos 60 nos de elevação da Igreja Particular de Pouso Alegre à Arquidiocese. Além dele, esteve também presente o Padre Rodrigo Artur Medeiros da Silva do Clero Marianense.

No início da Celebração Eucarística, a cristã leiga Maria Cristina de Souza Faria fez memória aos Arcebispos falecidos que trabalharam na Arquidiocese de Pouso Alegre: Dom José D’Ângelo Neto (4º bispo/1960-1962 – 1º arcebispo/1962-1990); Dom João Bergese (2º arcebispo/1991-1996) e Dom Ricardo Pedro Chaves Pinto Filho, O. Praem (3º arcebispo/1996-2014). Fotos dos arcebispos falecidos e flores foram colocados diante do altar. Além disso, os fiéis e clérigos rezaram pelo descanso eterno do monsenhor João Aparecido de Faria, falecido há sete dias.

Em sua homilia, Dom Airton falou sobre o tema da luz, a partir do Evangelho (Lc 8,16-18) e da Semana Jubilar. Ele afirmou que a Arquidiocese de Pouso Alegre deve ser luz, levando a Palavra de Deus a todos. Além disso, ele também reconheceu que ser uma Arquidiocese é sinal de amadurecimento para a Igreja Católica presente em Pouso Alegre. “A Diocese de Pouso Alegre amadureceu e foi reconhecida pela Igreja, sendo elevada à dignidade de Arquidiocese e sede da Província Eclesiástica”, destacou.

Lembrando dos arcebispos falecidos, Dom Airton destacou que dom José D’Ângelo o crismou em Bom Repouso (MG), sua cidade natal e que pertence à Arquidiocese de Pouso Alegre. Ele também recordou de Dom João Bergese, contando que acompanhou o seu falecimento. À ocasião, ele estava em Pouso Alegre para acompanhar o Núncio Apostólico, que viera para inaugurar o Instituto Teológico Interdiocesano São José. Infelizmente, naquela data, Dom João Bergese acabou falecendo devido a complicações de suas enfermidades.

Ainda sobre a Palavra de Deus, o Arcebispo Metropolitano de Mariana convidou os fiéis a confiarem na Palavra de Deus e continuarem a sua missão na Igreja, na Arquidiocese de Pouso Alegre.

“Nosso encontro para celebrar a grande festa para a Arquidiocese é provincial. Estamos aqui por um grande motivo. Estamos aqui porque somos Igreja! A Igreja é chamada a ser luz para iluminar o caminho de todo ser humano que vive nesta terra, levando a Palavra de Deus às pessoas, conduzindo-as para Cristo. […] Confiemos sempre na Palavra de Deus para continuarmos firmes na missão da Igreja, nesta Arquidiocese.”, exortou Dom Airton.

Ao final da celebração, o Arcebispo Metropolitano de Pouso Alegre, Dom José Luiz Majella Delgado, C.Ss.R., agradeceu a presença de Dom Airton, padres e fiéis presentes. Dom Majella, na pessoa de Dom Airton, dirigiu palavras de agradecimento à Arquidiocese de Mariana, da qual a Arquidiocese de Pouso Alegre foi desmembrada, em 1900, quando foi criada como Diocese. O Arcebispo de Pouso Alegre destacou também que a Arquidiocese de Mariana acolheu no passado os seminaristas da, então, Diocese de Pouso Alegre para a formação sacerdotal.

Depois da Celebração Eucarística, Dom Airton, Dom Majella, padres e fiéis rezaram na Cripta da Catedral pelos arcebispos, bispos, padres, religiosos e fiéis falecidos da Arquidiocese de Pouso Alegre. Velas foram acesas como recordação da luz da ressurreição de Cristo e sinais da vida eterna.

Texto: Padre Thiago de Oliveira Raymundo/Arquidiocese de Pouso Alegre – com adaptações 

Fotos: Geovana Andrade Pereira Carvalho

Agenda