sábado

, 16 de outubro de 2021

Dom Walmor anuncia ano jubilar rumo à celebração dos 70 anos da CNBB

13 de outubro de 2021

A partir do compromisso de servirmos sempre mais, a CNBB abre, pois, um ano jubilar, preparação para viver os seus 70 anos de história e missão. De 14 de outubro de 2021 a 14 de outubro de 2022, celebraremos de modo reverente a trajetória de sete décadas de nossa Conferência Episcopal homenageando evangelizadores e pastores que ajudaram a tecer essa bonita história.

 

Assim o Arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor Oliveira de Azevedo, anunciou a abertura de um ano de celebrações rumo ao marco de 70 anos de criação da Conferência Episcopal do Brasil. Em vídeo, Dom Walmor recorda os 69 anos de serviços à Igreja e à sociedade brasileira oferecidos pela entidade, que completa mais um ano nesta quinta-feira, 14 de outubro.

“Um sinal profético da comunhão dos bispos do Brasil, unidos ao Papa Francisco na missão de contribuir para que o povo de Deus vivencie a fé cristã católica testemunhando com autenticidade o Evangelho da vida. Somos convidados a celebrar, em comunhão e participação, um ano jubilar, revisitando essa história de feitos relevantes e de personagens admiráveis fortalecendo, ousando novas respostas na missão, por passos novos e novas conquistas. E assim celebrar o Jubileu de 70 anos da CNBB em 14 de outubro de 2022”, disse dom Walmor Oliveira.

Por uma Igreja sinodal

O ano jubilar, segundo o presidente da CNBB, será oportunidade de aprofundar e ousar “novas respostas na tarefa de investir em uma Igreja sinodal, efetivamente de comunhão e participação, fecundos na missão”.

Eventos e celebrações

De forma prática, o arcebispo motiva à celebração “de muitos modos e criativamente, nas diferentes instâncias da vida eclesial, por meio de eventos e celebrações, até 14 de outubro de 2022”. A partir de agora, é iniciado um itinerário que deve unir evangelizadores, consagrados e leigos, cidadãos e instituições e segmentos da sociedade pluralista, “pois precisamos caminhar juntos na missão de construir um novo tempo”.

Ainda não foi definido um calendário de atividades específicas de celebrações alusivas aos 70 anos, mas a motivação está posta para que sejam realizados os eventos e celebrações comemorativos.

Contemplar o passado

Para dom Walmor, celebrar a história da CNBB não constitui simples comemoração, mas oportunidade para contemplar o passado: “os desafios vencidos dos que nos precederam na missão de proclamar a Palavra de Deus para revigorarmos sempre e cada vez mais o nosso compromisso de ajudar o Brasil a se tornar mais justo, solidário e fraterno”.

70 anos da CNBB

Criada em 14 de outubro de 1952, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) completa 70 anos em 2022. A história tem início nas ideias de maior articulação da Igreja no Brasil e na mobilização de dom Helder Câmara ao apresentar o projeto da entidade ao então Monsenhor Giovani Montini, secretário de Estado do Vaticano, que anos depois foi eleito Papa Paulo VI.

A reunião de instalação da Conferência Episcopal foi realizada no palácio São Joaquim, no Rio de Janeiro, onde ocorreu também a eleição da comissão permanente encarregada de dirigir a entidade, constituída por dom Alfredo Vicente Scherer, dom Mário de Miranda Vilas Boas e dom Antônio Morais de Almeida Júnior. Dom Helder Câmara, então bispo auxiliar do Rio de Janeiro e idealizador da conferência, foi designado secretário-geral, e o cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, então arcebispo de São Paulo, foi eleito o primeiro presidente da entidade, função que exerceu por dois mandatos.

Confira o vídeo na íntegra:

Texto e imagem: CNBB

Leia aqui outras notícias sobre a Igreja no Brasil e no Mundo

VEJA TAMBÉM