sábado

, 20 de abril de 2024

Em Congonhas, parceria entre a Igreja e a Prefeitura Municipal proporcionará a restauração e desinfecção de imagens sacras

22 de dezembro de 2022 Arquidiocese

Uma parceira entre a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, o Santuário Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos e a Prefeitura Municipal de Congonhas (MG) proporcionará que obras sacras sejam restauradas e desinfectadas. A assinatura das ordens de serviço foi realizada na última segunda-feira, 19 de dezembro, em ato organizado pela Secretaria de Planejamento e Gestão.

Segundo informações da Prefeitura de Congonhas, as ordens de serviços contemplam a restauração de imagens e peças sacras (Imaginárias) e serviço de desinfecção das 64 esculturas das seis capelas (Anóxia) do Santuário Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos. Além do Santuário, os acervos da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e da Igreja Nossa Senhora do Rosário também serão restaurados.

De acordo com o Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, Padre Paulo Barbosa, a restauração das imagens dos templos fazia parte do plano de trabalho, desde que foram iniciadas as obras de reforma da Igreja Matriz. “A partir daí, começamos a pleitear a possibilidade da reforma ou da restauração da policromia das nossas imagens, que são belíssimas também. Então, esse processo teve continuidade e agora após as aprovações do Conselho Municipal de Cultura, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e da paróquia, nós conseguimos que essas imagens sejam restauradas”, explicou.

Para o ato do dia 19, uma equipe esteve presente para representar a Paróquia Nossa Senhora da Conceição e demais instituições religiosas. “Aguardamos agora, com grande expectativa, para que essa restauração complemente todo o trabalho que já foi feito de reforma e igrejas de Congonhas. Estamos muito felizes, aguardando essa restauração, a Igreja tem essa parceria com o poder público e também cultural”, ponderou Padre Paulinho, como é popularmente conhecido.

Conforme o sacerdote, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição também cederá um espaço para que funcione uma oficina de restauro na cidade. Dessa forma, é também um modo de garantir que as artes sacras não obras de arte não saiam do município, muito menos das igrejas a que pertencem.

De acordo com a Prefeitura Municipal de Congonhas, os dois processos terão início em janeiro de 2023 e serão acompanhados pela Diretoria de Patrimônio Histórico da Cidade e também uma equipe da Paróquia Nossa Senhora da Conceição.

Foto: Thalia Gonçalves

Agenda