terça-feira

, 16 de agosto de 2022

Fiéis relatam sobre a experiência de vivenciar a Semana Santa em família

10 de abril de 2020 Arquidiocese

Para milhares de fiéis na arquidiocese, a Semana Santa 2020 está sendo uma experiência de fé diferente. Ao contrário dos anos anteriores, as celebrações estão sendo em família, acompanhadas pelas redes sociais, TVs e rádios.

Confira alguns relatos desta Semana Santa em Família:

Natanael Kafuri – integrante da equipe de liturgia, Paróquia Santo Antônio em Santa Bárbara 

“Ainda que as circunstâncias tenham negado ao povo a presença nas celebrações da Semana Santa, é bonito ver que grande parte da população não se negou a vivenciá-la, mesmo que de forma adaptada. Aqui em Santa Bárbara, por exemplo, quantas não são as casas que, desde a celebração de Ramos, estão ornamentadas e assim permanecerão nestes santos dias? Quantas velas não são acesas diariamente diante de televisões, rádios, celulares e demais meios de comunicação? É evidente que lamentamos a igreja vazia e sentimos saudade das piedosas manifestações populares. Contudo, a Igreja somos nós, e, tal distanciamento, apenas nos motiva para o próximo ano.”

Ercy Maia – da Pastoral do Dízimo, Paróquia de São Brás em São Brás do Suaçuí 

“Está sendo uma experiência nova e muito gratificante ter essa benção em nossa lar. É um momento de elevar o pensamento ao Altíssimo, pedindo perdão e proteção para todas as famílias, por todos os agentes que estão cuidando dos doentes e para todos que precisam sair para trabalhar. É época de repensar a nossa vida, ter compromisso e compaixão e ver Cristo em nossos irmãos. Esses encontros estão sendo uma grande graça para vivencia a Semana Santa.”

Lucas Muniz Alberto – Seminarista

“A Semana Santa é o coração do ano litúrgico católico! Sendo assim, é o momento de maior vivência da fé cristã ao celebrar o Mistério Pascal de Jesus Cristo.  Neste ano, de forma inédita, sem a participação do povo, sem as procissões, sermões. Realidade diferente que chama a nossa atenção para o essencial da Semana Santa: o Mistério da Paixão,  Morte e Ressurreição, na escuta e meditação da palavra de Deus e na abertura do coração a graça do Senhor! Mesmo não sendo de forma pública. a atualização do mistério pascal de Cristo acontece! Tempo propício para o recolhimento,  para o essencial e ao mesmo tempo saber que pela fé estamos todos unidos em um único corpo, que reza, celebra, sofre com seu senhor e com ele espera ressuscitar. Estamos distantes uns dos outros, mas a fé nos une e assim celebramos a festa da Salvação, auxiliados pelos novos meios de comunicação social. Portanto, para mim está sendo um tempo de retorno ao essencial, de proximidade com Jesus Cristo em sei mistério de amor!”

Kelen Lopes da Silva – integrante do Movimento Mannaim, Paróquia Santo Antônio em Canaã

“Vivenciar a Semana Santa deste modo, a princípio me deixou meio apreensiva pois não me enxergava vivendo intensamente da forma como de costume. Mas, a paróquia tem conseguido cumprir seu papel evangelizando a todos através dos  canais de comunicação. E para minha surpresa e alegria, tem sido um momento maravilhoso, de oração em família, trazendo ao meu lar o verdadeiro sentindo que ele tem que ter. Tenho voltando meu olhar para dentro de mim, dando mais valor ao que realmente importa, desse modo espero sair dessa um ser humano melhor.”

Renato Lima – Pastoral da Juventude da Paróquia Sant’Ana de Carandaí 

“Mesmo diante de todo o medo e apreensão que estamos passando, a certeza de que Deus está com a gente nos conforta e nos reanima a cada dia. Nestes dias que celebramos a Semana Santa, de fato é uma novidade dolorida não poder participar dos tradicionais rituais a que estamos acostumados, sobretudo em nossas Paróquias. Contudo, neste tempo podemos reavivar o rezar em família, reconstruir nossas Igrejas Domésticas; e os meios de comunicação têm ajudado de forma eficaz nesta interação entre a vivência da fé e nossos lares.”

Maria do Carmo Hermenegildo da Silva – Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Brás Pires 

“É de imensa alegria poder estar acompanhando as transmissões e saber que mesmo de longe, estamos juntos em oração diante a pandemia. Já tenho o costume de acompanhar transmissões em outros canais, como Canção Nova. Vejo que diante dessa situação muitos jovens estão voltando seus olhos a Deus e só vejo positividade nessa nossa forma de comunicação nesse tempo. Que Deus abençoe todos que se unem para ajudar a manter o elo da nossa Igreja”.

Débora de Paula Félix Paróquia de São Gonçalo do Amarante de Catas Altas da Noruega

“Nossa Semana Santa desse ano foi em um estilo diferente da dos anos anteriores, porém não menos proveitosa. Foram momentos de meditações em família onde concluímos que não há surpresas em nós para Jesus,ele nos conhece e ainda assim, nos ama. Daqui por diante,um só é o caminho:que nós o conheçamos por inteiro. Aí sim virão as surpresas: mergulhar no coração de Jesus é mergulhar num oceano de amor e misericórdia. Se o Senhor foi capaz de mergulhar em nosso íntimo e descobrir nossas fraquezas sem as escandalizar com elas, agora é a nossa vez de descer ao nosso coração e descobrir a imensidão de seu amor. Jesus nos ama como somos, mesmo sem nada merecermos por nós se entregou. A única coisa que Ele nos pede é que nunca nos furtemos de ser amados e assim aprendermos a amar como ele nos ama… Incondicionalmente!”

Agenda