sexta-feira

, 19 de agosto de 2022

Fórum Social : Carta do Encontro com os Eleitos/as

28 de outubro de 2016 Arquidiocese

“A política é uma das formas mais altas da caridade, porque busca o bem comum”

Papa Francisco.

 Nós, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores eleitos nas eleições de 2016, nos municípios que compõem a Arquidiocese de Mariana, estivemos reunidos no Colégio Nossa Senhora de Nazaré, na cidade de Conselheiro Lafaiete, no dia 28 de outubro, durante a realização do 6º Fórum Social Arquidiocesano pela Vida.

Após ouvirmos uma palavra de orientação, incentivo e esperança que nos foi dirigida em nome da Arquidiocese de Mariana, renovamos nossa disposição em pautar nossas ações públicas pela ética em vista da construção do bem comum, firmando compromisso com a vida, com a justiça e a defesa de direitos sociais, especialmente em favor das populações mais vulneráveis como crianças, jovens, idosos e pobres.

Atentos às expectativas e anseios do povo, fazemo-nos também solidários às iniciativas propostas por este fórum que nos conclamou ao cuidado do Planeta Terra, nossa casa comum, através de uma política e uma economia a serviço da vida. Desta forma, respeitadas as diferenças partidárias e ideológicas, próprias de um estado democrático de direito, comprometemo-nos a:

1.      Investir em políticas públicas que defendam a vida em todas as suas manifestações e que promovam a justiça social, priorizando ações governamentais que favoreçam a superação das desigualdades sociais e a qualidade de vida da comunidade.

2.      Implementar políticas de saúde pública e de preservação e recuperação do meio ambiente, sobretudo ligadas ao saneamento básico.

3.      Criar e apoiar ações voltadas à geração de empregos, acesso à educação, à saúde, à recuperação de dependentes químicos, à moradia, à terra, combate às drogas e melhoria da qualidade de vida das comunidades.

4.      Zelar pela transparência e democratização dos poderes constituídos e pela participação efetiva dos conselhos municipais de direitos, fortalecendo a democracia participativa.

5.      Elaborar e votar leis de interesse do povo e que levem à superação das graves situações de injustiça que afetam pessoas e comunidades mais carentes e empobrecidas.

6.      Estimular o trabalho integrado entre os municípios vizinhos e seus regionais, para elaboração de projetos e políticas públicas comuns como educação, saúde e outros.

À luz deste encontro, avaliado positivamente, propomos continuar a nos reunir sempre que convidados pela Arquidiocese de Mariana, para partilha e ajuda mútua, em vista do bem comum, da defesa da justiça e da paz, e construção da democracia plena e participativa.

Ecoaram fortemente em nós, neste encontro, as palavras do papa Francisco “Nenhuma família sem teto, nenhum camponês sem terra, nenhum trabalhador sem direitos, nenhum povo sem soberania, nenhuma pessoa sem dignidade, nenhuma criança sem infância, nenhum jovem sem possibilidades, nenhum idoso sem uma veneranda velhice” (discurso aos Movimentos Sociais na Bolívia).

Confiantes nas bênçãos de Deus, colocamo-nos a serviço de todos na expectativa de dias melhores para os nossos municípios.

Conselheiro Lafaiete, 28 de outubro de 2016.

Agenda