terça-feira

, 09 de agosto de 2022

Há 150 anos, nascia o Apostolado da Oração no Brasil

01 de outubro de 2021 Arquidiocese

Membros do Apostolado da Oração durante a festa de Santa Rita de Cássia em Viçosa (MG) em maio de 2019. Foto: Bruna Sudário

Nesta sexta-feira, 1º de outubro de 2021, festa de Santa Teresinha do Menino Jesus, o Apostolado da Oração, atualmente chamado de Rede Mundial de Oração do Papa, celebra 150 anos no Brasil. O Apostolado da Oração no Brasil foi fundado em 1871, na Igreja do Bom Jesus, em Itu (SP), pelo padre Bartolomeu Taddei, ponto de partida para seu gigantesco trabalho apostólico. Diferente do que se imagina, ele não conhecia o Apostolado da Oração quando chegou no Brasil, seis anos antes. Porém, trazia consigo uma devoção profunda ao Sagrado Coração de Jesus e a promessa de divulgá-la por toda a sua vida.

No momento em que o jovem Bartolomeu Taddei, então com 25 anos de idade, estudava em Roma, reavivou-se a veneração ao Coração de Jesus. As mensagens da Irmã Margarida Maria Aloque, presentes na Igreja francesa há, à época, duzentos anos, ganhavam nova leitura, desta vez para a Europa e todos os continentes. 

Bartolomeu Taddei assistiu aos primeiros capítulos dessa história que lhe tocou muito de perto o coração. Quando fazia um retiro espiritual, antes da sua ordenação sacerdotal, durante uma meditação, naqueles dias de recolhimento no seminário de Santo Eusébio, ele recebeu uma mensagem do Céu e assim a descreveu: “deveria propagar a devoção ao Coração Sacratíssimo de Jesus por toda a sua vida sacerdotal”. Para vivenciar melhor esse notável compromisso, Taddei se inscreveu na Pia União do Sagrado Coração de Jesus.

Reprodução da internet

Quando o bom missionário soube do Apostolado ― movimento iniciado na França pelo Padre Henri Ramière ―, percebeu que esse seria um reforço à vida de oração que estava propondo aos leigos, exortando-os às preces e sacrifícios ao Coração de Jesus. 

Em 1° de outubro de 1871, um domingo, padre Taddei formalizou a constituição do primeiro núcleo do Apostolado da Oração por ele fundado. Deixemos que ele nos conte como tudo começou: “No ano de 1871 acabavam de chegar às mãos do Padre que regia a Igreja do Bom Jesus alguns folhetos em que se expunham a ideia do Apostolado, da sua prática e dos modos com que se podia participar dos preciosos frutos que ia produzindo às outras nações. Foi fácil dar notícia disso ao nosso povo tão religioso de antiga data e inflamar seu coração na prática do Apostolado” (Jornal A Federação, Itu, 16/08/1908).

O Apostolado da Oração veio à luz para um grupo de senhoras, às quais Padre Taddei propôs: “o hábito da oração para alcançar graças, favores assinalados do Coração de Jesus, a frequência dos sacramentos, fonte de moralidade, a instrução religiosa tão necessária para a conservação e profissão da fé, o esplendor do culto divino […]”.

A princípio criou-se somente o segundo grau do Apostolado, ou seja, a prática do oferecimento diário ao Coração de Jesus, além da reza de um Pai-nosso e dez Ave-Marias em honra de Nossa Senhora. Após alguns meses, teve início a comunhão reparadora nas primeiras sextas-feiras. Ainda, o grupo das primeiras zeladoras e associadas passou a usar fitas vermelhas e bentinhos confeccionados pelas Irmãs enclausuradas do Conventinho de Itu.

Padre Taddei queria deixar visível aos fiéis, acostumados às velhas irmandades brasileiras, como funcionava a nova agremiação: “O Apostolado não é uma confraria, nem tampouco uma irmandade; é uma obra pia. Por isso, para que um vigário ou um capelão possa, na sua paróquia ou capela, instituir um novo centro do Apostolado da Oração, basta que receba o diploma de agregação, firmado pelo diretor diocesano ou por quem fizer as suas vezes”.

Assim, naquele domingo, em uma discreta solenidade, em Itu, teve início um dos maiores movimentos religiosos da nossa história. A partir dele, padre Taddei concentrou todas as suas forças na propagação do culto ao Sagrado Coração de Jesus e se tornou um dos maiores missionários da história do nosso país, exemplo de vida cristã e liderança religiosa incomparável, tendo sido nomeado como primeiro Diretor Nacional por ter estendido o Apostolado a todos os estados. 

Outro momento marcante para a difusão do Apostolado da Oração fora quando, em 1º de junho de 1896, padre Taddei conseguiu superar todas as dificuldades e lançou o primeiro número da revista “Mensageiro do Coração de Jesus”, como publicação de formação cristã e órgão oficial do Apostolado da Oração no Brasil.

O trabalho do padre Taddei tornou-se visível no Primeiro Congresso Brasileiro do Apostolado da Oração, acontecido em Salvador, no ano de 1900, com a participação de uma multidão de apóstolos. Já entre 1903 e 1904, este padre jesuíta coordenou, com as doações dos associados do Apostolado da Oração, a construção do Santuário Nacional do Sagrado Coração de Jesus, anexo à Igreja do Bom Jesus, em Itu (SP). 

Segundo dados de 2013, o Apostolado da Oração no Brasil possui cerca de 10 milhões de membros fervorosos, oficialmente inscritos em suas fileiras, sendo deste total, 03 milhões zeladoras e zeladores. Cada qual com sua vocação, devemos nessa tão sublime data render nossos agradecimentos a tão importante Apostolado para a vida eclesial e à nós que temos a Graça do chamado a participarmos desse brioso movimento, dobrando nossos joelhos em oração por todo o mundo.

Comemorações 

Às 9h, pela Rede Vida, haverá a Santa Missa em Ação de Graças pelos 150 de Fundação do Apostolado, presidida por Dom Vicente Costa e Padre Eliomar Ribeiro, SJ, diretamente do Santuário Nacional do Coração de Jesus, em Itu (SP), berço do Apostolado da Oração. Devido às restrições da Pandemia do Covid-19, os membros dos mais diversos grupos do Apostolado da Oração da Arquidiocese de Mariana irão celebrar essa tão importante data em suas respectivas comunidades paroquiais, em algumas ainda haverá a Recepção de Fitas, momento da entrada de novos membros. 

Na Paróquia Basílica do Sagrado Coração de Jesus, em Conselheiro Lafaiete (MG), Região Pastoral Mariana Oeste, haverá a Santa Missa Festiva, às 19h, com a entrada de 69 novos membros, que se alistarão nas fileiras do Apostolado. 

Mensagem do Papa Francisco

Por ocasião dessa data, o Papa Francisco enviou uma carta ao Apostolado da Oração no Brasil parabenizando a todos pelos 150 anos de fundação. “Agradeço a todos os que assumem a nossa Rede Mundial de Oração – escreve o Papa -, pelo testemunho de rezar incessantemente pela Santa Igreja e pelas necessidades da humanidade”. Ele ainda afirma que este “serviço apostólico é fundamental, pois o coração da missão da Igreja é a oração”.

Além disso, o Santo Padre pede para que “continuemos unidos ao Coração de Jesus e à Virgem Maria para vencermos os desafios da vida e espalharmos a alegria e a esperança do Evangelho onde nos encontrarmos”. “Deus conta com o entusiasmo e a perseverança de cada membro da nossa Rede Mundial de Oração!”.

Por fim, o Papa Francisco concluiu a sua carta pedindo que “o Sagrado Coração de Jesus os cuide, os proteja e os faça crescer no amor e na misericórdia. Rezo por vocês e peça que rezem por mim”.

Fontes: Extraído em partes da Revista o Mensageiro do Coração de Jesus, Edições 1341 – junho 2016/1391 – junho 2021/1393 – setembro 2021/1394 – outubro 2021 e Vatican News

Colaboração: Leonan Rezende – Coordenador do Grupo do Apostolado da Oração da Paróquia Basílica do Sagrado Coração de Jesus, em Cons. Lafaiete.

Crédito das imagens: Internet

Conheça a história de devoção ao Sagrado Coração de Jesus na edição de Junho do Jornal Pastoral. Acesse aqui

Agenda