sábado

, 27 de novembro de 2021

Igreja de Nossa Senhora das Dores, em Cachoeira do Campo: 260 anos de fé e cultura

18 de novembro de 2021

Nesta quinta-feira, 18 de novembro, comemora-se o Dia do Barroco Mineiro. Nessa mesma data, em 2010, a Igreja de Nossa Senhora das Dores, no distrito de Cachoeira do Campo (MG), foi tomabada como Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural do Município de Ouro Preto (MG). Por essa razão, conheça um pouco sobre a sua história. 

Na colina que desponta logo atrás da afamada Matriz de Nossa Senhora de Nazaré, no distrito ouro-pretano de Cachoeira do Campo (MG), surge singela e graciosa a Igreja de Nossa Senhora das Dores, erguida em 1761 pelos fiéis devotos da Irmandade de Nossa Senhora das Dores do Monte Calvário com a assistência dos Servos do Oratório (Servitas).

A descoberta de uma importante documentação e os esforços incansáveis da Associação Cultural Amigos de Cachoeira do Campo (AMIC), hoje parceira do Projeto Pertencer/UFOP/IFMG, promoveram todo um processo que culminou no Tombamento Municipal do templo e em um processo de revitalização e restauro da Igreja tão querida pela comunidade.

O tombamento, inscrito como Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural do Município de Ouro Preto (MG), deu-se em 2010 através do Decreto Lei 2.470 de 18 de novembro. Nesta data, comemora-se o aniversário da morte de Antônio Francisco Lisboa, “O Aleijadinho”, que nasceu em Cachoeira do Campo, e marca o Dia do Barroco Mineiro.

O Grande Mestre não atuou nas Igrejas de Cachoeira do Campo, mas, com certeza, em seu processo de formação artística, pode contemplar as obras e conviver com os artífices, muitos até desconhecidos pela história.

Neste ano, a Igreja de Nossa Senhora das Dores, a lendária Igreja dos Inconfidentes, completa seus 260 Anos assim: resistente, singela e imponente no alto da Rua Nossa Senhora das Dores, no Bairro das Dores, em Cachoeira do Campo. Sendo umas das primeiras edificações construídas sob a invocação da Senhora das Dores para as celebrações da Semana Santa e como um marco de uma população movida pela devoção e fé, pelo amor aos Campos de Minas!

Siga a Igreja de Nossa Senhora das Dores nas redes sociais.: @igrejadasdores1761

Texto e imagens: Rodrigo Gomes

VEJA TAMBÉM